Tempo - Tutiempo.net

Vereadores retiram assinatura de CPI do transporte coletivo

A proposta do vereador Pablo Roberto (PT) para criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) visando uma investigação do transporte coletivo urbano na cidade de Feira de Santana foi rejeitada na manhã da terça-feira (11), com a retirada das assinaturas de alguns vereadores governistas que tinham se manifestado favoráveis ao requerimento.
De acordo com Pablo, no primeiro requerimento apresentado foram colhidas sete assinaturas. “Assinaram os três vereadores do PT: eu, Alberto Nery e Beldes Ramos, além dos edis Welligton Andrade, Correia Zezito, Marcos Lima (PRP) e Edvaldo Lima”, afirmou.
Ainda segundo ele, por conta de um problema na redação foi necessário ser feito outro requerimento para dar continuidade a esse processo. O petista anunciou que no segundo documento, os edis Correia Zezito e Edvaldo Lima resolveram não mais assinar a proposta para a criação da CPI.
“Eu entendo perfeitamente o posicionamento dos colegas. Entendo que o processo político partidário aqui é muito forte. Sei também da operação “abafa” que o Executivo municipal vem tentando fazer. O grande responsável por todos os problemas que a população enfrenta hoje em relação ao transporte público é culpa do Executivo, que não tem feito ao longo do processo medidas que venham resolver essa situação”, desabafou Pablo.
O vereador disse que mesmo que a CPI não venha a vingar ele está com a consciência tranquila, uma vez que, segundo o edil, vem exercendo o seu papel, defendendo a população feirense e se colocando à disposição daqueles que o elegeram. Pablo também relatou que a população está acompanhando quem assina a favor e contra o povo e justificou a apresentação do requerimento, salientando que a população feirense vem enfrentando nos últimos 12 anos uma situação caótica com relação ao transporte público.

Fonte: Ascom

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS