Cartão ou espécie: outras cidades adotam cobrança diferenciada

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Cartão eletrônico

O transporte público das cidades catarinenses Joinville e Florianópolis e as paulistas Piracicaba e Limeira tem em comum a cobrança da passagem através de cartão eletrônico, mais barata, e em espécie. Estes métodos de pagamentos serão implantados em Feira de Santana.

Também adotaram ou está em via de implantação deste sistema diferenciado de cobrança Campinas e a sua região metropolitana, Limeira, Maceió, Mogi das Cruzes, a região metropolitana de Curitiba, Americana, Serra Negra, entre outros municípios.

Na capital catarinense, Florianópolis, segundo levantamento das operadoras do sistema, o cartão é usado por 80% dos passageiros.

Em Feira, o cartão Via Feira começou a ser feito na segunda-feira, 25, exclusivamente no Terminal de Transbordo Central.

“A diminuição da circulação de dinheiro nos coletivos pode reduzir os assaltos e, consequentemente aumentar a segurança dos passageiros”, afirmou o secretário de Transportes e Trânsito, Pedro Boaventura.

É uma situação vantajosa para todos os envolvidos no sistema.

Outro ponto é a agilidade que o sistema de bilhetagem eletrônica oferece ao sistema, quando reduz significativamente o tempo na cobrança da passagem, principalmente nos horários de pico, quando da necessidade de se passar o troco, detalhe que aumenta o tempo da operação da cobrança da tarifa. Tornando-o mais eficiente.

CRÉDITO

A emissão do cartão é gratuita e o crédito é a partir de R$ 3,10, que corresponde ao valor de uma passagem. O novo valor foi acordado entre a SMTT e as empresas que operam o sistema.

Outro procedimento mudado para emissão do cartão foi com relação à necessidade da apresentação apenas de um documento que identifique o titular. Pode levar a carteira de identidade ou certidão de nascimento – a necessidade da apresentação do CPF não mais existe. (SECOM)

OS COMENTÁRIOS E PERGUNTAS DO POVO

Em Floripa estão criando grupos para ameaçar baianos e nordestinos. Eles desqualificam os baianos. Vamos copiar  imitar o jeito de viver do pessoal de Florianópolis, é uma boa…

Vamos determinar a partir de agora o preço da tarifa nos editais de licitação, como aconteceu com a tarifa de R$3,30. COMO EREMOS LICITAÇÃO PARA O TRANSPORTE COLETIVO EM FEIRA DE SANTANA DAQUI A 20 ANOS. CONCORDO COM O VALOR.

Vamos destituir o Conselho Municipal de Transporte, que além de ser consultivo, agora é descartável, insignificante, inoperante e totalmente dispensável.

Não é preciso mais a existência do transporte alternativo, a forma para esse descarte desse sistema foi o cartão eletrônico e não a eficiência que se esperava do transporte regular, com ônibus zero quilômetro e tudo mais…

Essas questões estão sendo articulada, comentada e censurada no meio das comunidades. (cljornal).

OUTRAS NOTÍCIAS