Tempo - Tutiempo.net

Manifestação em frente a Prefeitura de Feira de Santana

Paulo José

Trabalhadores da construção civil, bancários, comerciários, e representantes de entidades sindicais realizam nesta segunda-feira (19), em Feira de Santana, manifestações contra a proposta da Reforma da Previdência.

De acordo com a diretora da APLB Feira- sindicato dos professores, Marlede Oliveira, hoje é o Dia Nacional de Luta a favor dos trabalhadores em todo o Brasil. Apesar da manifestação, bancos e comércio funcionam normalmente.

“Nós estamos aqui para dizer que não aceitamos a Reforma da Previdência, depois da retirada de direitos com a reforma trabalhista, e agora os trabalhadores vão pagar a previdência e vão morrer sem se aposentar. Hoje é o dia nacional de luta.

Queremos dizer aos deputados que quem votar na Reforma da Previdência da forma como o presidente quer não vai voltar, porque os trabalhadores vão denunciar e vamos dizer quem são os inimigos do povo brasileiro”, declarou a dirigente sindical.

“No ano passado, eles não conseguiram a aprovação da Reforma da Previdência e agora nesse momento está difícil devido às eleições. Temos que cobrar dos deputados que elegemos .  Temos que pressionar, porque no ano passado houve mobilização e eles recuaram”.

 

Laiane Cruz

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS