A moda dos criminosos agora é roubar cães! Dois shitzus foram levados em Salvador

Mais uma família está desolada por ver seus animais serem levados por criminosos. Os cães, tratados como membros da família, foram roubados, no início da manhã de ontem, quando um dos donos, o administrador Amilton Souza Seabra, 63 anos, teve uma pistola apontada para a cabeça enquanto passeava com os animais na Rua Vargas de Santo Antônio, nos fundos do Hiper Bompreço.

 

O assalto aconteceu a poucos metros do edifício onde Amilton mora, no Itaigara. Ele passeava com os cães e havia pouquíssima movimentação de carros e pedestres, quando um Voyage prata parou na rua, um homem que vinha no carona abriu a porta e apontou a arma. “Ele disse: ‘Bora, passa os cachorros!'”, contou Amilton, descrevendo o homem como franzino, usando camisa vermelha.

 

“Apesar da pistola, não entreguei de imediato. Fiquei puxando (as coleiras). Mas aí ele falou: ‘Não olhe para mim. Me dê logo, senão atiro’. Foi quando cedi”, contou o administrador, que, em seguida, correu para um prédio vizinho. “Tive medo de que um deles atirasse pelas costas”, relatou a vítima. Os bandidos levaram somente os cachorros.

 

Segundo o porteiro João Miranda dos Anjos, 47, que trabalha em outro edifício próximo ao local do crime, o Voyage tinha uma película escura nos vidros e já tinha passado por Amilton antes do assalto. “O carro vinha em sentido contrário. Quando viram ele, os ladrões fizeram o retorno e agiram”, contou. O prédio possui uma câmera apontada para a rua, mas, segundo os funcionários do edifício, a única imagem capturada do roubo de Marley e Scooby Doo foi o momento em que Amilton entra no prédio vizinho.

 

O delegado Nilton Tomes, titular da 16ª Delegacia (Pituba), mostrou-se surpreso. “É a primeira vez que vejo alguém roubar cachorros”, declarou. Até ontem à tarde, os donos dos animais não tinham registrado ocorrência na delegacia. “Fiquei sabendo através da Polícia Militar. Tenho que ter essa informação oficial para abrir as investigações”, disse Tormes.

 

“Olhar e não vê-los com a gente dói demais. São da família”, disse o administrador. “Mas é meu filho mais novo, Hugo, que está sofrendo mais. Ele é o mais apegado aos cães. Ele chora que nem criança”, disse. O estudante de Farmácia Hugo Seabra, 22, achou que era um brincadeira do pai. “Ele me acordou dizendo que Marley e Scooby Doo tinham sido roubados. Demorou para cair a ficha”, disse o rapaz.

 

Desesperada pelo paradeiro de Marley e Scooby Doo, a família Seabra espalhou cartazes com as fotos dos cachorros. “Estamos espalhando nos postes de iluminação pública, em estabelecimentos comerciais, entregando para amigos e até em pet shops”, disse Hugo, que também divulgou o roubo dos cães nas redes sociais. Quem tiver notícias dos cães, basta ligar para 8699-6999 ou entregá-los na 16ª Delegacia, na Avenida Magalhães Neto

Fonte: Redação com informações do Correio/ Foto: Divulgação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS