Antes de matar jovem, mãe e genro passaram a tarde em motel

Segundo o delegado Ítalo Sega, antes de matar Jéssica Carline Ananias da Costa, de 22 anos, a mãe e o namorado da vítima se reuniram em um motel no dia do crime. A polícia afirma que os dois se encontraram para planejar os detalhes do homicídio que aconteceria pouco tempo depois. Os dois eram amantes há quatro anos e planejavam fugir para Rondônia. O crime aconteceu no dia 9 de maio, em Apucarana, no Paraná, mas o detalhe só foi divulgado nesta terça-feira (28).

Segundo a polícia, o motel fica na cidade de Londrina e os dois ainda foram ao shopping antes de Célia Forti, 48, ir pegar a neta na escola para deixar a filha a sós com o marido, o bacharel de Direito Bruno José da Costa, 26. Lá, ele esfaqueou a própria mulher 25 vezes até que ela morresse.

Bruno ainda tentou simular um assalto, para que a polícia acreditasse na hipótese de latrocínio, mas foi preso e confessou ser o autor das facadas no dia do crime. Ele também confessou que Célia estava ciente do crime, embora ela só tenha sido presa na última sexta-feira (24). Outros dois homens que fingiram roubar o carro da vítima também foram detidos.

Os vizinhos e até mesmo o irmão de Jéssica sabiam do relacionamento entre Célia e Bruno. A mulher era casada e o marido também desconhecia que estava sendo traído. Em janeiro, Jéssica descobriu o caso e chegou a dar uma surra na própria mãe, dizendo que não permitiria que os dois ficassem juntos. A polícia acredita que isto tenha motivado o crime.

Fonte: Redação / R7

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS