Tempo - Tutiempo.net

Cães da raça Shitzu que haviam sido roubados são recuperados em Salvador

O Cljornal veiculou uma matéria ontem que mostrava o drama de uma família de Salvador que teve seus cães da raça Shitzu, Marley e Scooby Doo,  que foram roubados por assaltantes enquanto passeavam com o dono Amilton Santos Seabra, 63. Menos de 30 horas depois veio a boa notícia! O filho do casal Hugo Seabra, 20 anos, informou a polícia que uma pessoa ligou para o celular dele e contou onde estavam os assaltantes. “Eu recebi uma ligação por volta das 11h.”

 

De posse das informações, Hugo acionou a polícia e saiu em busca dos animais. Uma pessoa que não quis se identificar contou que viu os cachorros e o carro usado pelos bandidos na Capelinha de São Caetano”, relata. Ele procurou a polícia e o veículo foi localizado estacionado na Rua da Jaqueira. Segundo o Serviço de Investigação da 16ª Delegacia, os policiais ficaram de tocaia até que Rafael dos Santos Cerqueira, 20, apareceu para pegar o carro. Ele confessou o crime ainda no local e explicou que levou um dos cães, enquanto o comparsa, Carlos Alberto Santana dos Santos, o Pino, 25, levou o outro.

 

Scooby Doo estava com a mãe de Rafael, na Fazenda Grande do Retiro. Quando os policiais chegaram ao local, foram informados que a mãe de Rafael havia abandonado o animal no meio da rua. Por sorte, uma senhora encontrou Scooby e lhe deu abrigo. Ansioso pelo reencontro, Hugo preferiu não aguardar a chegada do animal na delegacia e foi até a Fazenda Grande do Retiro.

“A emoção foi muito grande. Eu fiquei muito feliz quando soube que tinham encontrado ele e não deu para esperar”, afirma, enquanto brinca com Scooby. Mas, a alegria ainda não estava completa. Era preciso achar Marley. “Ele é o pai de Scooby. Eu tinha esperança de que iam encontrá-lo”, relembra.

 

Foi Rafael quem contou onde o animal estava. Marley foi encontrado em uma casa abandonada na Capelinha de São Caetano, sujo e com sede. O bandido contou que o roubo não foi premeditado. “A gente estava só passando, mas, aí, tivemos a ideia de roubar os cachorros para vender”, argumenta. No entanto, conta que ficou arrependido depois da repercussão do caso. “A ideia era esperar a poeira baixar e depois abandonar eles no local onde foram roubados”, comenta.

 

Na quinta à tarde, a polícia ainda não sabia se Rafael tinha antecedentes criminais, mas informou que Pino é fichado por tráfico de drogas. Quando Marley chegou à delegacia estava abatido e cabisbaixo, até reencontrar Hugo e seu Amilton. Com o rabo abanando e se esfregando nos donos, recuperou a alegria.    

 

 

Fonte: Redação com informações do Correio/ Foto: Divulgação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS