Tempo - Tutiempo.net

Homem é preso após dizer que não queria “ser atendido por uma preta”

Racista é preso em supermercado

Um homem foi preso em flagrante após falas racistas direcionadas a uma caixa de supermercado em Goiânia. O caso aconteceu no último domingo (14), no setor Marista, região nobre da cidade.

A Polícia Militar foi chamada por testemunhas que estavam no local.

Segundo relatos, ele teria dito para a caixa do supermercado que “não queria ser atendido por uma preta”.

Os clientes seguraram o homem e o escoltaram até o estacionamento, onde foi preso.

Segundo o boletim de ocorrência, após a agressão, a funcionária de 19 anos chorou. No depoimento, ela afirmou ter sido chamada de “preta” pelo homem várias vezes.

“Além dessa demora, eu ainda tenho que ser atendido por uma preta!

Não irei falar baixo com uma preta!

Sou racista mesmo! E não sou obrigado a conversar com uma preta”, teria dito o suspeito no relato da Polícia Civil.

Os vídeos da agressão foram compartilhados por testemunhas nas redes sociais.

Ao ser preso, o suspeito ironizou os policiais, mandando beijos e acenando para os clientes que aplaudiam a prisão. O caso foi registrado como crime contra a honra e injúria racial.

E ainda dizem que no Brasil não existe racismo.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS