Tempo - Tutiempo.net

Investigador da Civil é assassinado ao tentar ajudar vítima de assalto

Um investigador da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Santo Antônio de Jesus) foi assassinado ao tentar ajudar uma vítima de assalto na noite desta segunda-feira (31). De acordo com informações da Polícia Civil da região, o crime aconteceu por volta das 19h30 na rua Bahia, no bairro Maria Preta, em Santo Antônio de Jesus, enquanto Jerry de Oliveira Melo, 47 anos, voltava para casa. Ele foi morto perto da própria residência.           

 

O policial estava de motocicleta quando percebeu que uma jovem estava sendo assaltada por dois rapazes. A vítima pediu ajuda ao policial, que foi baleado pelo menos três vezes ao abordar e dar a voz de prisão aos criminosos.

 

Ao se aproximar dos criminosos e dar voz de prisão o policial foi atingido por três disparos de arma de fogo. Jerry não resistiu aos ferimentos e morreu no local do crime. A jovem não ficou ferida. A dupla fugiu de bicicleta com o celular da garota após realizar os disparos. Um dos envolvidos, um adolescente, foi apreendido logo em seguida durante buscas realizadas na região.

 

O primeiro adolescente apreendido foi entregue pelo próprio pai que desconfiou do envolvimento do filho no crime. O menor disse para a polícia que participou do assalto e realizou os disparos. O segundo envolvido, um rapaz que também tem 15 anos, foi preso dentro de casa na manhã desta terça-feira (1º). Ele também confessou o envolvimento no crime.

 

A polícia ainda recuperou a arma utilizada na ação, assim como a bicicleta e o celular roubadodos. “Os dois adolescentes serão encaminhados ao Ministério Público, que vai determinar uma solicitação de internamento da dupla em uma casa de detenção para menos, provavelmente em Feira de Santana”, conclui o titular da 4ª Coorpin.

 

O corpo de Jerry foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica de Santo Antônio de Jesus, município localizado a 190 quilômetros de Salvador. Natural de Cruz das Almas, o policial trabalhava há um ano na 4ª Coorpin, atuando anteriormente em uma delegacia especializada em Teixeira de Freitas.

 

O enterro de Jerry de Oliveira Melo está previsto para às 17h, em um cemitério de Cruz das Almas. O investigador era casado, tinha um enteado e um filho de um relacionamento anterior que morava em Feira de Santana.

 

Fonte: Redação com informações do Correio/ Foto: Web

OUTRAS NOTÍCIAS