Pai e avô de menores encontradas mortas em Cansanção descarta afogamento

“Sei que elas não morreram por afogamento, nunca foram naquele tanque antes, minhas meninas não eram disso, com certeza fizeram alguma maldade com as duas, não descansarei enquanto não achar respostas, a justiça tem que ser feita”

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
O avô das menores pedem justiça

A morte de duas menores abalou Cansanção na última sexta-feira (12). José Jerônimo da Silva, pai de Leonarda Ferreira de Almeida de15 anos e avô de Iasmin da Silva de 8 anos, não acredita que a filha e a neta tenham sido vítimas de afogamento.

José Jerônimo disse que as mães das crianças estavam na cidade de Alagoinhas fazendo tratamento médico e as duas ficaram sob seus cuidados.

Por volta de 16 horas, ele percebeu o desaparecimento das meninas e iniciou as buscas, chegando inclusive a registrar queixa na delegacia.

No início da manhã, os corpos das duas foram encontrados boiando em um tanque próximo ao bairro Laje da Tapera.

Com os olhos cheios de lágrimas, o pai e avô das vítimas destacou, que próximo ao tanque haviam roupas íntimas das meninas, marcas da sangue e uma peça íntima masculina.

“Sei que elas não morreram por afogamento, nunca foram naquele tanque antes, minhas meninas não eram disso, com certeza fizeram alguma maldade com as duas, não descansarei enquanto não achar respostas, a justiça tem que ser feita” disse.

Os corpos foram resgatados na última sexta-feira (12) pela equipe do Departamento de Polícia Técnica e encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Senhor do Bonfim.

O laudo deverá ser divulgado nas próximas horas esclarecendo as causas da morte.

OUTRAS NOTÍCIAS