Analgésicos podem fazer vírus da febre se espalhar para outras pessoas

 

O uso de analgésicos como aspirina, paracetamol e ibuprofeno contra a gripe reduz a febre e a indisposição, mas pode trazer consequências inesperadas. Um novo estudo, que usou projeções matemáticas, concluiu que nessas ocasiões crescem as chances de doenças serem propagadas e transmitidas, pelo aumento da quantidade de vírus e pela interação dos doentes com os não infectados.

 

A luta do vírus contra febre reduz sua capacidade de reprodução. Com os remédios, a redução da febre anula esse efeito. Assim, aumenta o tempo de propagação do vírus.

 

“Nós não estamos dizendo para as pessoas evitarem esses medicamentos. Mas, quem fizer o uso, precisa ficar atento a esse possível efeito. A mensagem é simples: quando se está com a doença, é muito melhor ficar em casa -, disse ao “The New York Times” o professor da Universidade de McMaster, em Ontário, no Canadá, David Ganhe.

 

A pesquisa foi divulgada na revista cientifica ” Proceedings of the Royal Society B”. O trabalho calculou que aproximadamente 700 mortes e muitas outras doenças graves poderiam ter sido evitadas anualmente se o medicamento não fosse usado.

Fonte: O Globo

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS