Condição genética rara faz criança de dois anos não parar de sorrir

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Uma criança de dois anos de idade sofre de uma condição genética rara que faz com que ela não consiga parar de sorrir. Ollie Petherick, de Devizes, Wiltshire (Reino Unido) nasceu com a síndrome de Angelman, uma desordem cromossômica que provoca graves dificuldades de aprendizagem além de colocar um sorriso permanente no rosto.

 

A condição é muito rara, tendo menos de mil casos registrados até hoje no Reino Unido. A mãe do garoto, Annie Campbell, de 24 anos, disse: “O sorriso de Ollie e sua característica feliz basta para fazer tudo valer a pena. A única coisa que qualquer pai quer é que seu filho seja feliz, e isso eu terei para sempre.”

 

Quando bebê, Ollie era relaxado e tranquilo. A condição só foi descoberta quando a mãe percebeu que ele não conseguia se concentrar corretamente. “Ollie tinha seis meses de idade quando comecei a perceber que seu desenvolvimento era lento – o irmão mais velho era muito mais avançado na sua idade,” disse a mãe.

 

Ollie terá dificuldades em falar ou mesmo caminhar quando crescer, e a mãe se preocupa, já que não saberá se ele está chateado com algo, devido ao seu comportamento feliz. “No momento eu apenas quero desfrutar do menino lindo que eu tenho,” finaliza a mãe.

 

Fonte: Redação/ Tech Mestre

OUTRAS NOTÍCIAS