Orgasmo feminino tem efeito terapêutico

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Após 30 de seus 72 anos estudando os benefícios do prazer sexual no bem-estar das mulheres, o psicólogo americano Barry Komisaruk, professor da Universidade Rutgers, de Nova Jersey, chegou à conclusão que o orgasmo feminino pode ter um efeito terapêutico. Seu último estudo demonstra que o clímax estimula todas as principais áreas do cérebro e tenta encontrar possíveis usos terapêuticos do estímulo vaginal.

No atual estágio, os estudos de Komisaruk estão concentrados em verificar se o prazer sexual pode ajudar no tratamento de pacientes com ansiedade, depressão ou dependências. Durante sua pesquisa, Komisaruk colocou suas pacientes em câmaras de ressonância magnética com a recomendação de estimular suas partes íntimas até alcançar o orgasmo.

“O estímulo vaginal tem a capacidade de bloquear a dor sem necessidade sequer de alcançar o orgasmo. Demonstramos que ambos os prazeres atuam como calmante, mas que o orgasmo é mais efetivo que a simples estimulação. Já vimos que seus efeitos benéficos chegam a todos os sistemas principais do cérebro. Eu me refiro ao sistema sensorial, ao sistema de coordenação motora, etc ” disse Komisaruk.

Fonte: Redação / BBC Brasil

OUTRAS NOTÍCIAS