Tempo - Tutiempo.net

Orquestra Sinfônica da Bahia se apresenta na Hemoba no Dia Nacional do Doador de Sangue

Orquestra Sinfônica da Bahia

A Semana do Doador Voluntário de Sangue, que começou na segunda-feira (23), terá uma programação especial na Fundação Hemoba. Até sábado (28), cantores e compositores locais se apresentarão no turno da manhã no estacionamento da instituição, permitindo um momento de distração dos doadores e colaboradores da Hemoba.

Nesta quarta-feira (25), data que celebra a ação voluntária, a Orquestra Sinfônica da Bahia abre o dia com uma apresentação a partir das 9h.

Este ano, por conta da pandemia, a programação cultural fica restrita ao turno da manhã, para reduzir o número de pessoas e evitar aglomeração no local.

Na quinta-feira (26), a banda da Polícia Militar fará uma apresentação às 8h no formato de charanga. Das 9h às 10h, se apresenta a banda Sheik News, e na programação de sexta-feira e sábado, a banda As Divas e Hugo Mauri, das 9h às 10h.

O encerramento fica por conta da banda de rock AL72. Além dos músicos, artesãos do Centro Público de Economia Solidária (Cesol) estarão expondo seus produtos todos os dias no turno da manhã e da tarde.

Historicamente, a Hemoba recebe muitos doadores na semana dedicada ao doador de sangue. Esse ano o diretor geral do hemocentro, Fernando Araújo, explica que a expectativa não é a mesma de anos anteriores, quando era possível ter uma quantidade maior de pessoas no espaço.

“A Semana do Doador é sempre uma semana de festa, de muito fluxo no hemocentro! Esse ano, resolvemos manter a celebração, adequando ao momento em que vivemos, para agradecer por termos tido tanto apoio durante a pandemia. Sem essas doações, poderíamos ter vivido um colapso na saúde pública”, comenta.

Mesmo assim, já no primeiro dia, as unidades da Hemoba de Salvador receberam cerca de 174 candidatos à doação só no turno da manhã. A expectativa é de mobilizar muitos doadores ao longo da semana.

A profissional autônoma Ana Ferreira é doadora há quatro anos e aproveitou a semana para levar a filha para fazer sua primeira doação e doarem juntas.

“Eu comecei a doar por uma necessidade do meu irmão, que precisou de transfusão. Daí em diante, me tornei doadora e gosto de doar sempre”, diz.

No interior – Além das unidades de coleta da capital baiana, mais 21 unidades no interior do estado trabalharão com horários diferenciados, homenagens aos doadores e atrações culturais para mobilizar grupos de diversos segmentos, profissionais da saúde e sociedade civil em geral em cada região.

Campanha nacional – Com o tema ‘Somos Todos do Mesmo Sangue’, a Fundação Hemoba e mais 16 hemocentros estaduais do Brasil se uniram este ano, em ação inédita, com o objetivo de destacar a importância da doação de sangue, sobretudo durante a pandemia, período onde houve queda de até 50% no número de doações em algumas regiões do país.

Na Bahia, o cantor Léo Santana foi o artista convidado a ser embaixador da campanha. Em cada região, artistas locais foram mobilizados para incentivarem à doação nas suas redes.

Dados – De acordo com o Ministério da Saúde, apenas 1,8% da população doa sangue de forma regular. Esse número fica um pouco abaixo dos 2% ideais definidos pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), mas bem atrás dos 5% registrados em países da Europa.

Com a pandemia, esse número ficou ainda menor. Só na Bahia, a queda nas doações chegou a quase 20% no primeiro semestre deste ano em relação a 2019, o que gerou forte impacto no abastecimento de sangue no estado.

Ascom/Hemoba

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS