Tempo - Tutiempo.net

Secretaria de Saúde de Salvador prevê falta de leitos de UTI na rede municipal até o fim desta semana

Estimativa aponta falta de leitos de UTI na rede municipal até final de maio, em Salvador

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Salvador fez uma projeção da ocupação dos leitos na capital até o fim do mês maio. Segundo a secretaria, se a taxa de contaminação continuar em 6,3%, no dia 1º de junho, o município vai ter mais de 14.743 casos confirmados de coronavírus.

Até o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), na noite desta segunda-feira, Salvador registrou mais de 5.300 casos da Covid-19 e 229 óbitos.

A Secretaria de Saúde de Salvador informa que, atualmente, estão disponíveis, nas redes públicas municipal e estadual, um total de 633 leitos, 370 clínicos e 263 de UTI. Dos clínicos, 70% estão ocupados, enquanto os de UTI registram taxa de ocupação de 83%.

A pesquisa da Secretaria de Saúde indica que, nesta semana, vão falta leitos de UTI em Salvador nos hospitais públicos e privados.

“No nosso levantamento, dia 21 ou 22 de maio, caso não haja uma desaceleração, combinada com expansão. Nós estamos em funcionamento, nesse momento, no Itaigara Memorial, que está até sexta-feira (22) com 100% da sua capacidade. Ele tem 47 leitos de UTI. Nós temos também o Wet’n Wild. que até sexta-feira vai estar a 100% da sua capacidade, com 50 leitos de UTI.

Nós temos mais 39 leitos, nesse momento, contratualizados pela prefeitura de Salvador. Você vai a 136 leitos (de UTI), nesse momento, em funcionamento na prefeitura”.

“A nossa meta, que nós queremos entregar, são 250 leitos de UTI. Por isso nós trabalharemos com obsessão e entregaremos à sociedade soteropolitana até o final de maio”, conclui Léo Prates.

G1/BA

 

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS