Tratamento para estrias depende da espessura e da cor

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

O tratamento para estrias pode ser feito de forma caseira ou profissional, dependendo da cor e da espessura da estria.

 

Nas estrias mais recentes, os tratamentos caseiros podem acabar com as estrias, mas no caso das estrias mais antigas, que são brancas e grossas, é aconselhado um tratamento especializado com dermatologista. Veja as melhores opções de tratamento para estrias vermelhas e brancas:

 

Tratamento para estrias vermelhas

 

Para o tratamento das estrias vermelhas, pode-se recorrer à:

 

Esfoliação da pele: consiste em eliminar células mortas e uma fina camada de pele, favorecendo a formação de uma nova camada. Basta misturar 1 colher de açúcar com um pouquinho de óleo de amêndoas doces e esfregar nas estrias diariamente.

 

Creme para estrias: o uso de um bom creme para estrias, prescrito por dermatologista, ajuda a manter a pele devidamente hidratada e quando este contém substâncias, como vitamina A, C, D e E, favorece a regeneração tecidual e renovação de toda a pele, eliminando as estrias. Outra boa opção são os cremes à base de ácido retinóico, também prescritos pelo dermatologista.

 

Este tratamento caseiro para estrias alcança ótimos resultados nas estrias vermelhas ou arroxeadas, pois estas são as mais recentes.

 

Tratamento para estrias brancas

 

Para o tratamento das estrias brancas, pode-se recorrer à:

 

DermaRoller, skin roller ou microagulhamento: é um pequeno rolo com minúsculas agulhas que, quando deslizam na pele, perfuram a epiderme e favorecem a formação de novas fibras de colágeno e elastina, eliminando as estrias gradualmente, a cada sessão. O microagulhamento deve ser realizado por dermatologista.

 

Carboxiterapia: é um procedimento em que se aplicam várias injeções de CO2 diretamente nas estrias, o que leva ao aumento da circulação sanguínea da região e elimina as estrias.

 

Laser de CO2: pode ser utilizado nas estrias, com o intuito de formar novas fibras de colágeno, diminuindo o tamanho e a espessura das estrias.

 

Peeling de ácido retinóico: na concentração ideal, pode ser aplicado diretamente nas estrias, promovendo a retirada de células mortas, estimulando a produção do colágeno, melhorando o aspecto das estrias.

 

Dermoabrasão: é uma espécie de esfoliação mecânica, em que são retiradas as camadas mais superficiais da pele, deixando a estria mais uniforme.

 

Intradermoterapia: é a aplicação de várias substâncias químicas através de injeções ao longo de todo o comprimento das estrias, melhorando seu aspecto e diminuindo o seu tamanho.

 

Galvanoterapia: uso de um aparelho de corrente galvânica que, através de estímulos elétricos, promove a penetração mais profunda de determinadas substâncias químicas, que favorece a formação de colágeno e elastina.

 

Os tratamentos podem ser realizados por médicos dermatologistas. Melhores resultados são observados quando utiliza-se mais de uma forma de tratamento ao mesmo tempo.       

Fonte: Dra. Aleksana Viana (Médica)

OUTRAS NOTÍCIAS