vibra: “Mengão!”