Tempo - Tutiempo.net

MP do Ceará abre inquérito em show de Gusttavo Lima em Iguatu

Por trás dos cachês de Gustavo Lima MP desconfia que exista escondidinho

O Ministério Público do Ceará informou hoje (7) que abriu inquérito para “apurar se há irregularidades na realização do show de Gusttavo Lima”  no ‘6º Arraiá do Povo’ de Iguatu, município no sul do Ceará.

Semana passada, o Último Segundo  informou que os contratos com artistas no evento junino na cidade foram firmados sem a exigência de processo de licitação.

Além disso, os valores não condizem com a realidade econômica e estrutural do município. Iguatu no Ceará, é uma cidade com cerca de 103 mil habitantes , porém tem deficiências de investimentos em diversas áreas como saneamento, sáude e educação.

Os esgotos deságuam no rio, causam prejuízos ambientais e também a saúde pública da população.

O último levantamento, em 2019 , constatou que apenas 14% do munícipio tem cobertura de saneamento.

Entenda

O show de Gusttavo Lima foi aprovado por um valor total de R$ 604 mil . Já para o dupla Zezé di Camargo e Luciano , a quantia é um pouco mais que a metate, no valor de R$ 350 mil .

Enquanto o Ministério Público do Ceará  informa acompanhar e apurar informações de possíveis irregularidades, a Procuradoria-Geral do município disse que a quantia ainda não foi paga aos artistas.

Já o secretário de Cultura de Iguatu, Adão Oliveira, preferiu não comentar o caso.

Com informações do Ministério Publico do Ceará.

Outros inquéritos

Gusttavo Lima se envolveu em uma polêmica sobre os valores dos cachês pagos por prefeituras de cidades pequenas em todo o país. O MPRR (Ministério Público do Estado de Roraima) abriu investigação sobre o contrato do cantor na cidade de São Luiz (RR), com cachê fixado em R$ 800 mil.

Em Minas Gerais, na cidade de Conceição do Mato Dentro, o cachê chegou a R$ 1,2 milhão.

O sertanejo está confirmado no aniversário da cidade de Magé (RJ), porém a festa é alvo de inquérido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), onde o show de Gusttavo Lima foi acordado pelo valor de R$ 1 milhão.

A Justiça também cancelou um evento da prefeitura de Teolândia (BA), também com participação do cantor com um cachê que passaria de R$ 700 mil.

Debaixo desse angu tem escondidinho.

Cljornal com inmformações de Ministério Públicos.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS