Tempo - Tutiempo.net

TV Globo suspende estreia de série após apresentador ser encontrado morto

Michael Mosley encontrado morto

Apresentador é achado morto e Fantástico, da TV Globo, suspende estreia de série. Michael Mosley era famoso por levar seu corpo ao extremo em seus experimentos e já chegou a injetar veneno de cobra em seu sangue. Jornal narra últimos momentos do profissional

O apresentador Michael Mosley foi encontrado morto no do mingo (9) depois de ter deixado o quarto do hotel em que estava hospedado na ilha de Symi, na Grécia, para um passeio.

A mulher dele lamentou a morte de Mosley, conhecido como “guru do jejum intermitente”. O comunicado de Clare Bailey Mosley foi divulgado à imprensa horas após um corpo ter sido encontrado durante as buscas pelo jornalista, escritor e médico britânico.

“É devastador ter perdido Michael, meu maravilhoso, engraçado, gentil e brilhante marido. Nós tivemos uma vida de sorte juntos. Nós nos amávamos muito e éramos muito felizes”, disse ela na nota, reproduzida pela BBC.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, Mosley teria morrido pouco mais de duas horas depois de deixar a mulher na praia de St Nicholas, na última quarta-feira, às 13h30 no horário local (7h30 em Brasília). Imagens de circuito interno de um restaurante na praia de Agia Marina mostram ele descendo lentamente por uma encosta, de onde não seria mais visto.

Mosley havia se despedido da mulher pouco antes e partido para a jornada apenas com uma pequena garrafa d’água, sem telefone. Ele visitava pela segunda vez a ilha de Dodecaneso, local em que já havia estado há oito anos.

Segundo o Daily Mail, a caminhada de onde ele estava hospedado até o local de onde desapareceu dura cerca de 15 minutos.

A polícia local conseguiu encontrá-lo graças ao guarda-chuva que ele carregava por conta do sol forte que cobre a região neste período do ano. Com 40°C nos termômetros, após concluir sua caminhada, Mosley partiu para Symi, em trajeto que é considerado uma “difícil rota de montanha”.

Em vez de seguir a estrada principal, Mosley seguia uma rota alternativa, com o objetivo de chegar a uma praia artificial de Agia Marina (Grécia).

O corpo de Mosley foi encontrado nesse local, uma área rochosa e íngreme. Segundo o Daily Mail, o prefeito Lefterios Papakalodoukas avistou “algo incomum” quando fazia buscas com um barco. Por volta das 14h09, no horário local, os bombeiros chegaram ao porto e subiram em direção à mureta onde o corpo havia sido avistado.

Socorristas foram até o local e recuperaram o corpo de Mosley, levando-o para o litoral, de onde um barco o levaria para o necrotério, onde será feita a necrópsia.

Ao Daily Mail, um legista disse que um exame inicial descartou a possibilidade de Mosley ter sido vítima de um crime, já que “não havia ferimentos óbvios”.

Agora, os investigadores vão tentar esclarecer como e por que Mosley acabou morrendo durante o trajeto.

“Parece que foi uma queda, mas precisamos determinar se ele teve um episódio médico antes disso e isso levará algum tempo”, disse um legista.

Homenagem da mulher
Em comunicado, Clare destacou que estava orgulhosa da força e do apoio dos filhos e agradeceu o carinho do público. A mulher do apresentador explicou que o marido se acidentou durante uma aventura na ilha grega.

“Nos confortamos com o fato de que ele quase conseguiu. Ele fez uma escalada incrível, pegou a rota errada e caiu num lugar onde não poderia ser facilmente visto pela equipe de buscas”, detalhou ela.

Uma fonte policial detalhou à BBC, com base nas características do cadáver, afirmou que Mosley tinha falecido “há dias”. Ou seja, ele morreu provavelmente na quarta e foi encontrado no domingo.

Mosley ficou famoso por capitanear documentários sobre alimentação na BBC e popularizar a dieta de jejum intermitente conhecida como 5:2.

No momento em que Michael Mosley desapareceu, a ilha grega passava por temperaturas de mais de 40°C. Alertas de altas temperaturas foram emitidos por autoridades locais.

Segundo a BBC, moradores locais disseram que estão tentando entender por que alguém sairia a pé para fazer uma caminhada neste calor.

A rota que ele teria seguido seria de cerca de 20 minutos a pé pela encosta da montanha e não é considerada “perigosa”, disse um morador à rede britânica. “É algo que os turistas fazem todos os dias”, disse Dawn.

Mosley nasceu na Índia em 1957, antes de se mudar para as Filipinas e depois ser enviado para a Inglaterra aos 7 anos para frequentar um internato.

A escola “não foi um período fantástico da minha vida”, disse ele à Rádio 4 em 2015.

“Na verdade, acho que fiquei mais feliz quando fui para a universidade. Portanto, houve um período bastante longo e relativamente infeliz em que passei muito tempo na Inglaterra, no internato, e muito pouco tempo com minha família.”

Ele estudou PPE (Filosofia, Política e Economia) na Universidade de Oxford antes de conseguir um emprego como banqueiro de investimentos, mas ficou entediado com a área de finanças depois de dois anos no cargo.

Ele então se formou em Medicina no Royal Free Hospital, em Londres, com o objetivo de se tornar psiquiatra. Mas, em vez de usar suas habilidades como médico, ingressou na BBC como assistente de produção em 1985.

Ele subiu na hierarquia, tornando-se produtor de programas científicos. Atrás das câmeras ele também atuou no The Human Face (A Face Humana), uma série da BBC em 4 partes que examina a ciência por trás da beleza facial, expressão e fama.

Ela foi apresentada por John Cleese e contou com Elizabeth Hurley, Pierce Brosnan e Sir David Attenborough; Foi reconhecida com uma indicação ao Emmy em 2002.

Mosley também recebeu indicações ao Bafta, o prêmio da Academia Britânica de Cinema, por seu trabalho como produtor executivo de Leonardo, estrelado por Sir Mark Rylance como o pintor, e Pompeii – The Last Day (Pompéia – O Último Dia), ambos em 2003.

Carreira no rádio e na TV
Ele passou então a atuar na frente das câmeras, depois que um editor o questionou sobre quem apresentaria um documentário que ele havia produzido.

“Eu disse: ‘Não tenho ideia’, e eles disseram: ‘Por que você não faz isso?’ E foi assim que apareci na televisão.”

Ele logo se tornou um nome conhecido graças a programas como Make Me… (algo como Faça Comigo, em português), da BBC One, em 2009, nos quais ele fez experiências consigo mesmo para descobrir se poderia se tornar mais inteligente, ficar acordado e retardar o envelhecimento.

Em nome da ciência e do entretenimento televisivo, outras coisas pelas quais ele se submeteu incluíram ser exposto ao gás CS, participar de um concurso para comer a pimenta mais quente do mundo e ser filmado fazendo um exame de cólon.

“Você se pergunta se ele é realmente um masoquista enrustido que se diverte graças à taxa de licença [de televisão, paga por todos os britânicos]”, escreveu o crítico do jornal Times, em 2020.

O Telegraph descreveu-o como “cobaia parte cientista e parte humana que se voluntaria para experimentar ideias radicais em nome da melhor compreensão pública em torno do corpo e da mente”.

Mosley disse que teve a ideia de fazer autoexperimentação depois de fazer um programa sobre um cientista que se esforçou para provar a eficácia de um tratamento para úlceras estomacais – e acabou criando um para si mesmo deliberadamente.

“Descobri que quase todas as grandes descobertas médicas foram feitas por autoexperimentadores, sejam vacinas, anestésicos ou qualquer outra coisa”, disse ele à Rádio 4 em 2015. “E então pensei ‘esta é uma ideia fantástica.’”

Seu documentário da BBC de 2012, The Truth About Exercise (A Verdade sobre Exercício), explorou quem se beneficiou mais com os diferentes tipos de treinamento aeróbico, enquanto The Truth About Personality (A Verdade sobre a Personalidade), de 2013, seguiu um formato semelhante, mas focou em diferentes perspectivas de vida e como mudá-las.

No mesmo ano, ele ajudou a trazer de volta Trust Me I’m a Doctor (Confie em Mim, sou Médico), um programa que ele produziu originalmente no final dos anos 1990.

Desta vez, ele liderava o grupo de apresentadores que examinaram uma variedade de alegações de saúde, atraindo mais de 3 milhões de telespectadores.

Alguns de seus trabalhos foram vistos como controversos, incluindo sua série de 2021, Lose a Stone in 21 Days, para o Channel 4. Ele disse na série de três partes que era possível perder o equivalente a 6,3 quilos em três semanas com extrema restrição calórica.

A ideia gerou grande reação nas redes sociais e a instituição de caridade que auxilia pessoas com transtornos alimentares Beat ampliou os horários de seu projeto de apoio para atender pacientes que se sentiram afetados pelo programa de TV.

A emissora respondeu que o Canal 4 havia falado com a Beat “muito antes de o programa sair”.

As dietas de Mosley defendiam uma abordagem semelhante, com sua Dieta Fast 800 (Dieta Rápida 800, em português) recomendando que aqueles que desejam perder peso adotassem um plano de refeições de 800 calorias por dia, com baixo teor de carboidratos e incluindo alimentos mediterrâneos.

Suas dietas atraíram muita atenção, tanto pelos métodos quanto pelo rigor científico.

Mas elas eram populares e ele publicou vários livros sobre a Fast 800, bem como títulos como Fast Exercise (Exercício Rápido, em tradução literal para o português) e 4 Weeks to Better Sleep (4 Semanas para Domir Melhor).

Embora qualificado como médico, Mosley não tinha registro como médico. Ele deixa Clare Bailey, também médica e autora, e quatro filhos. Entretanto, as dicas de saúde simples e acessíveis da sua série Just One Thing (Apenas Uma Coisa, em português), da BBC Radio 4, atraíram 25 milhões de ouvintes em todo o mundo, com uma versão televisiva anunciada no início deste ano.

Mosley lançou Just One Thing em 2021, com cada episódio focando em uma única ideia para os ouvintes melhorarem sua saúde e estilo de vida.

Ele apresentou mais de 100 episódios, explorando dicas fáceis, desde fazer uma caminhada matinal e meditar até pular e comer chocolate.

Ele gravou uma edição do programa no Hay Festival, um festival anual de literatura realizado em Gales, na semana passada, e o episódio mais recente – sobre os benefícios de comer devagar – foi ao ar na Rádio 4 na manhã de quinta-feira (6/6).

Uma série apresentada por Mosley, ‘Noite sem fim’, da BBC, seria exibida pelo programa Fantástico, da Globo, a partir deste domingo. Mas após a notícia da morte do apresentador, o programa adiou a estreia, segundo nota divulgada nas redes sociais.

VIA BBC E GLOBO

OUTRAS NOTÍCIAS