Carlos Lima
Hoje dia 26/05/2017 às 09:28:07

Curiosidades
Carlos Lima | Publicado em 13/05/2017 às 10:37:19

Parlamento espanhol aprova retirada de restos mortais de Francisco Franco de memorial

Parlamento espanhol aprova retirada de restos mortais de Francisco Franco de memorial Memorial Francisco Franco no Vale dos Caídos

O Parlamento da Espanha aprovou nesta quinta-feira (11/05) uma resolução que pede a retirada dos restos mortais do ex-ditador Francisco Franco do memorial Vale dos Caídos, nos arredores de Madri.

A proposta, impulsionada pelo PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol) e apoiada pelo Podemos e pelo Ciudadanos, pede a exumação dos restos mortais de Franco para que o memorial, onde se encontram desde 1975, “deixe de ser um lugar de lembranças franquistas e católicas e se transforme em um símbolo de irmanação e reencontro”.

A moção não tem caráter de lei, mas exige que o governo de Mariano Rajoy, do conservador PP (Partido Popular), cumpra a Lei de Memória Histórica.

A matéria exige também a retirada dos restos mortais de José Antonio Primo de Rivera, fundador da Falange Espanhola, partido único durante a ditadura franquista, do mesmo memorial, assim como a atuação para localizar e exumar fossas comuns de vítimas do franquismo, acabar com a subvenção pública a entidades que apoiem a ditadura ou a figura de Franco e a criação de uma Comissão da Verdade para investigar as violações de direitos humanos durante a Guerra Civil espanhola.

Túmulo de Francisco Franco na basílica do Vale dos Caídos; restos mortais do ex-ditador devem ir para mausoléu da família

A resolução foi aprovada por 198 votos a favor, 140 abstenções e um voto contra, inserido erroneamente por uma deputada do PP.

A legenda governista, que havia se oposto ao projeto quando ele foi aprovado pela Comissão Constitucional da Câmara em março, decidiu se abster na votação de ontem.

Isabel Rodríguez, deputada do PSOE, declarou que o Executivo não pode se manter alheio à pressão da oposição, deve cumprir a Lei de Memória e iniciar a exumação de Franco.

Ela recomendou à família do ex-ditador que “vá pensando” onde depositar seus restos mortais – que devem ir para o mausoléu da família, no cemitério de Mingorrubio, a 15 quilômetros do centro de Madri.

O Vale dos Caídos, que fica a 40 quilômetros da capital espanhola, foi construído entre 1940 e 1958 por milhares de presos políticos do franquismo.

Além de Franco e Rivera, o monumento reúne os restos mortais de até 36 mil combatentes da Guerra Civil espanhola (1936-1939), entre franquistas e republicanos, recolhidos sem prévia consulta aos familiares, segundo o jornal El País, e acabou se tornando um ponto de peregrinação de simpatizantes do franquismo.

Vale dos caídos

Agência EFE

Comentários

comentários

Veja também