Carlos Lima
Hoje dia 31/03/2020 às 01:14:39

Feira de Santana
Carlos Lima | Publicado em 17/02/2020 às 10:38:15

Procedimento deletério praticado pelo legislativo feirense é rotineiro e não obedece limites/ Por Sérgio jones*

Procedimento deletério praticado pelo legislativo feirense é rotineiro e não obedece limites/ Por Sérgio jones* Sessão na Câmara Municipal de Feira de Santana

De acordo com o que circula na imprensa local, por exigência de suas excelências os vereadores, o legislativo feirense fará a aquisição de mais dois veículos zero quilômetro, que deverão ser incorporados à frota existente. Não precisa dizer que toda a farra será feita, como acontece costumeiramente, com recursos públicos. Se dependesse de recursos deles, vereadores, estes seriam mais parcimoniosos quando o quesito em questão fosse gastar.

O condenável procedimento deletério do legislativo faz com que as pessoas se questionem, cada vez mais, quanto a necessidade da existência desse poder e sua real utilidade, para a sociedade.

O mais condenável nesta prática de irresponsabilidade no trato da coisa pública se estende, que nem praga pelos demais poderes, podendo citar como exemplo o executivo e em especial o judiciário. Sendo este último considerado como um dos mais dispendiosos do mundo e com o mais elevado grau de ineficiência e retorno para a sociedade.

O mais indecente de todo esse ato, perpetrado pelo legislativo feirense, é afirmar que tal procedimento atende a critério da legalidade, impessoalidade, razoabilidade e moralidade. Pode até ser a compra dos automotivos considerados como um ato legal, mas do ponto de vista do povo, é imoral.

O argumento para tal abuso é sempre o mesmo, os veículos serão utilizados em representação oficial do Poder Legislativo ou em deslocamento para viagens oficiais ou serviços administrativos da casa. Este ato abusivo é amplamente conhecido por todos os cidadãos brasileiros, e se repetem sempre.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Comentários

comentários

Veja também