Carlos Lima
Hoje dia 07/12/2019 às 07:09:57

Feira de Santana
Carlos Lima | Publicado em 21/11/2019 às 13:45:18

Vereador homofóbico é intimado pela OEA/Por Carlos Lima

Vereador homofóbico é intimado pela OEA/Por Carlos Lima Não chorre papai

O vereador do Legislativo de Feira de Santana, Edvaldo Lima, Informou na Tribuna da Casa que recebeu na última segunda-feira (18), uma intimação da Organização dos Estados Americanos (OEA), para que apresentasse uma defesa sobre o seu mandato referente ações homofóbicas.

A intimação foi feita através da Procuradoria Geral da União.

Pateticamente, com a Constituição e Bíblia de baixo do braço, procurou justificar o injustificável.

Utilizando-se de sofismas disse que faz política na defesa dos direitos da família tradicional brasileira.

Buscando na Constituição do país o que não pratica, afirmou que a liberdade de expressão é um direito por ela garantido.

Disse ainda que: “Esse é um direito sagrado. A liberdade de expressão funciona como um verdadeiro termômetro do estado democrático”.

Inacreditável como teve coragem de proferir o que não pratica. Um tremendo cara de pau.

Teve a ousadia de dizer que: “a divergência de ideias e o direito de expressar opinião não podem ser restringidos, para que a verdadeira democracia possa ser vivenciada”.

Entretanto, ele e vários outros vereadores do mesmo grupo político e o presidente da Casa não tiveram esse comportamento em relação as críticas construtivas realizadas por mim.

Ao concluir seu pronunciamento, o vereador julgou o processo movido contra ele inconstitucional, exigindo que sua imunidade parlamentar seja respeitada. “Eu sou um vereador eleito pelo voto popular. Possuo minhas prerrogativas e as reivindico”, disse ele.

Ou seja, se acha no direito de desqualificar quem não pensa como ele. Que  tenha comportamento sexual diferente do dele, que deseje construir um família diferente da dele, que não acredite nos seus princípios religiosos, enfim, que o pensamento seja diferente de suas crenças.

Age como se fosse o verdadeiro dono da verdade.

É um verdadeiro homofóbico e preconceituoso, conforme se comprova, ao longo do seu equivocado mandato na Câmara Municipal de Feira de Santana.

Uma das provas contundentes fica por conta de sua atuação no mês de março deste ano, quando acusou a cantora Daniela Mercury de invocar demônios e fazer apologia a homossexualidade.

Com essas declarações, esse vereador desassisado, tentou impedir a cantora de participar do maior festejo popular do município, a Micareta.

Carlos Lima

Comentários

comentários

Veja também