Moradores de povoado em Feira de Santana cobram abastecimento de água

Marilene Nascimento afirma que é a única água que ela tem disponível para usar em casa — Foto: Reprodução/TV Subaé

Cerca de 50 famílias que moram no povoado de Piaba, distrito de Tiquaruçu, na cidade de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador, vivem sem abastecimento de água.

As famílias usam a água da chuva ou do carro-pipa para fazer as tarefas domésticas e alimentar os animais. O veículo só abastece as casas de três em três meses, por isso, os moradores precisam pegar água barrenta para alimentar os animais ou usar nos banheiros.

O reservatório de água da casa do lavrador José Carvalho tem capacidade para 17 mil litros de água, mas que nunca fica cheio e assim mesmo tem que servir a família dele e outras famílias próximas. “Quando as pessoas pedem ajudar eu dou [água] né?”

Os açudes que ficam na localidade estão secos ou com água barrenta e cheia de sujeira. A lavradora Marilene Nascimento afirma que é a única água que ela tem disponível para usar em casa.

“Essa é a única água que nós temos na localidade para gasto, para dar para para os animais, lavar os pratos, o banheiro. Temos que colocar de manhã para assentar e usar mais tarde. Para beber tem que comprar ou esperar o carro da prefeitura para abastecer uma das caixas da comunidade”, contou Marilene.

Em nota, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informou que não há previsão para implantar o abastecimento de água no povoado por falta de condições técnicas.

Já a Prefeitura de Feira de Santana disse que disponibilizou 30 mil litros de água no povoado, na semana passada e está fazendo uma força-tarefa para abastecer a zona rural do município e solicitou o encanamento da água para a Embasa.

TV Subaé

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS