Carlos Lima
Hoje dia 22/08/2018 às 01:12:31

Região
Carlos Lima | Publicado em 06/08/2018 às 17:58:47

PSC decide manter chapinha e firma apoio ‘incondicional’ a Zé Ronaldo

PSC decide manter chapinha e firma apoio ‘incondicional’ a Zé Ronaldo Ronaldo em convenção. Só não pode acreditar em Lázaro

Em reunião nesta segunda-feira (6), o PSC decidiu manter a coligação feita com PTB, PPL e SD nas eleições para deputado estadual na Bahia. A informação foi passada pelo candidato ao Senado na chapa de Zé Ronaldo ao governo do Estado, deputado federal Irmão Lázaro (PSC).

Segundo ele, no entanto, o encontro firmou uma posição “incondicional”: o partido apoia a candidatura Zé Ronaldo, mesmo que outras siglas da oposição decidam pela retirada do pastor da majoritária.

Após a notícia divulgada pelo Bahia Notícias de que a composição entre os quatro partidos havia sido feita, no apagar das luzes, figuras do DEM passaram a defender que Lázaro fosse alijado da chapa.

Partidos oposicionistas têm enfrentado o movimento do PSC como “traição”, já que, no acordo feito para que o pastor fosse candidato ao Senado, foi fechado que as siglas sairiam no chapão.

“Eu não abro mão de apoiar José Ronaldo. Continuarei pedindo voto para ele, independentemente de qualquer decisão que seja tomada pelos outros partidos”, assegurou o ex-cantor do Olodum, em entrevista ao Bahia Notícias.

Ele também declarou apoio “incondicional” a Jutahy Magalhães Jr. (PSDB), que também concorre ao Senado na chapa do ex-prefeito de Feira de Santana. “Faço questão de dizer que eu voto em Jutahy”, garantiu.

O candidato à Câmara Alta ainda pediu mais diálogo entre os partidos para resolver a situação. “A minha opinião é que devemos conversar mais e tentar achar uma saída que seja confortável para todos”, defendeu.

Na avaliação dele, o PSC também não cometeu traição ao formar chapa com outras legendas. “Eu só encararia como traição se o PSC saísse da chapa”, opinou.

Uma desculpa digna de quem é acostumado não cumprir com os acordos firmados.

Tudo que começa errado não tem um final correto.

Comentários

comentários

Veja também