Neurótico, quem?

A palavra “neurótico” da maneira como costuma ser usada hoje, tem sentido impróprio e pode ser ofensivo ou pejorativo.

Pessoas que não entendem nada dessa parte da medicina podem usar a palavra “neurose” como sinônimo de “loucura”. O que não é verdade.

A Neurose é uma reação considerada exagerada do sistema emocional em relação a uma experiência vivida.

Neurose é uma maneira de SER e de reagir à vida.

Quando se diz que a pessoa É neurótica e não ESTÁ neurótica, afirma-se que a neurose é uma maneira da pessoa ser, associada a traços de sua personalidade.

Essa maneira de ser neurótica significa que a pessoa reage à vida através de reações vivenciais não normais; seja no sentido dessas reações serem desproporcionais, seja pelo fato de serem muito duradouras, seja pelo fato delas existirem mesmo sem que exista uma causa vivencial aparente.

Essa maneira exagerada de reagir leva a pessoa neurótica a adotar uma serie de comportamentos compatíveis com o que está sentindo.

Cada tipo de transtorno neurótico tem seus sintomas, suas atitudes e sentimentos e como o quadro das neuroses é muito variável, é sempre preciso um especialista para identificar inicialmente o tipo de neurose que acomete em cada indivíduo neurótico.

Na realidade os quadros neuróticos estão descritos em várias seções, tais como Ansiedades e Fobias, Depressão, Estresse, Histeria e Afins, Obsessões, Compulsões e tantos outros.

O que não é Neurose?

Como vimos, a Neurose é uma doença, uma doença emocional, afetiva e da personalidade. Esclarecendo alguns mitos culturais, primeiramente é importante deixar claro o que a Neurose não é:

Neurose não é:

– Falta de Homem (ou de Mulher)
– Falta de pensamento positivo
– Cabeça ou mente fraca
– Falta de força de vontade
– Falta de ter o que fazer
– Ruindade, maldade ou capricho
– Senvergonhice
– Influência espiritual
– Mal-olhado ou encosto
– Coisa “de sua cabeça” (coisa da cabeça é caspa)
– Falta de ter passado por dificuldades de verdade (isso é sorte)

Neurose (embora possa ser agravada) não acontece por:

– Nunca ter passado dificuldades na vida
– Falta de uma boa surra
– Ter tido de tudo na vida
– Não ter tido tudo na vida
– Causa do pai que brigava com a mãe
– Causa dos pais que se separaram
– Causa do pai ter sido muito enérgico
– Causa do pai ter sido omisso
– Não ter tido pai
– Ter tido uma mãe super-protetora
– Ter tido uma mãe omissa
– Não ter tido uma mãe
– Ter sabido que a mãe não era essa
– Ter “forçado demais a cabeça”
– Nunca ter “forçado demais a cabeça”
– Causa de uma menstruação que subiu para a cabeça
– Finalmente, por ter misturado manga com leite…

A Neurose é uma Doença Mental?

Não. A Neurose não é sonônimo de loucura, assim como também, não compromete a inteligência, nem o contato com a realidade. Seus sentimentos dos neuróticos também são normais; eles amam, sentem alegria, tristeza, raiva, etc., como qualquer pessoa. O que pode estar alterado na Neurose é a quantidade desses sentimentos.

 

Fonte: Neuróticos Anônimos

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS