Artista norte-americano usa materiais alternativos em peças inspiradas na Copa do Mundo

Criador de um estilo de arte casual inspirado em colagens, desenhos e pintura — ele define como “arte chique e brincalhona” —, o artista norte-americano Donald Drawbertson lança uma coleção de gravuras com inspiração  na Copa do Mundo deste ano. Entre os elementos menos convencionais, um saco de papel e até latinhas de refrigerante usadas serviram como matéria-prima. “Pretendo seguir produzindodurante os jogos”, diz o artista.

 

Um dos temas abordados nesta última coleção é a sensualidade das brasileiras, vestidas por ele com minissaias de países como França, Itália e África em uma gravura pintada em papel comum. “São as famosas mulatas. Como o Brasil é um país hospitaleiro, elas se vestiram com bandeiras de outros países para demonstrar o respeito que a nação tem pelos outros povos”, explica Drawbertson.

A religião também ganhou espaço por meio da paródia do famoso afresco ‘A criação de Adão’, de Michelângelo, onde um Deus com barbas brancas dava vida ao ex-jogador de futebol Pelé. “Ele ficou um pouco escurecido demais, portanto tive que refazer”, lembra. Na obra, a impressão é de que Edson Arantes está recebendo um dom divino diretamente das mãos do Criador.

 

 

Fonte: Dv/ Foto: divulgação.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS