Pagode ou Funk? competem para serem o hino extraoficial da copa.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Com a chegada da Copa e a agitação em torno do maior campeonato de futebol do mundo, tem muita gente querendo saber qual é o hit que vai embalar a campanha do Brasil na busca pelo hexa.

 

Diversos artistas renomados investiram em canções que exploram a relação entre futebol, força, raça, fé e alegria, mas é o público quem consagra o hit e o torna o hino extraoficial que serve de incentivo à Seleção ao longo do torneio. O último a dar sorte para a equipe verde e amarela foi Zeca Pagodinho. Em 2002, o hit “Deixa a Vida me Levar” caiu na boca do povo. Agora, o cantor tem a oportunidade de repetir o sucesso.

 

No fim de abril, ele gravou “Filhos de Vera Cruz”, samba integrante do CD “Festa Brasil”, lançado pela Universal. No entanto, um nome do samba que surge com força é Thiaguinho, um dos favoritos dos boleiros da nova geração, com a música “Força, raça e fé”, que ele gravou com o rapper Emicida a pedido da Nike especialmente para a Copa.

 

Quem pode roubar a cena este ano é o Mc Guime. Ícone do funk ostentação, o cantor virou um verdadeiro fenômeno com a música “País do Futebol”, que cita Neymar na letra e também conta com participação de Emicida.

 

O clipe oficial já ultrapassou a marca de 22 milhões de visualizações e o que não faltam são comentários de que a música já é a escolhida do povo para a competição. Além disso, a composição foi escolhida para a abertura da novela da Globo “Geração Brasil”. 

 

 

A baiana Ivete Sangalo, que já embalou o mundial com a música “Festa”, não preparou nenhuma canção especial para a ocasião, mas afirmou que ficará feliz se alguma música sua for lembrada de forma espontânea pelos torcedores e jogadores. No caso, a possibilidade de a artista ser lembrada é com “Tempo de alegria”, já conhecida pelo grande público. 

Fonte: Uol/ Foto: web

OUTRAS NOTÍCIAS