Reação alérgica a tintura de cabelo deforma rosto de jovem

Você já imaginou tingir o cabelo e ficar com o rosto inchado? A jovem Marta Alves, de 22 anos, que mora em São Paulo, passou por esta situação na semana passada. Ela foi vítima de uma tintura de cabelo da marca Luminous, da fabricante Aroma do Campo.

 

Marta usou o produto pela primeira vez sem fazer o teste alérgico e ficou com o rosto deformado por cerca de uma semana. Logo após a aplicação da tintura no cabelo, ela começou a perceber que havia caroços em seu pescoço. No dia seguinte, a jovem acordou com o cabelo grudado no couro cabeludo e com feridas na cabeça.

 

No terceiro dia após o uso da tintura, Marta acordou com o rosto inchado. Preocupada com o que estava acontecendo, ela foi ao pronto-socorro, onde o diagnóstico foi de uma reação alérgica. De acordo com a irmã de Marta, Juliane Alves, o médico disse que era do produto.

 

“O médico disse que para ter este tipo de reação, o produto é de péssima qualidade. Minha irmã tomou dois antialérgicos no hospital e aindo tomou mais dois em casa”, relatou.

Com a medicação, Marta achou que o seu rosto iria melhorar, mas isso não aconteceu. O grau da reação alérgica só piorou e a jovem ficou com os olhos inchados. De volta ao hospital, outros medicamentos foram receitados.

 

 

De acordo com a dermatologista Maria Paula Del Nero, da Unesp (Universidade Estadual de São Paulo), as tintas de cabelo possuem muita química, são ricas em amônia e corantes, e podem provocar reação alérgica em qualquer pessoa. “Por isso, existe o teste alérgico e também as tintas antialérgicas. Em casos como este, não basta tomar remédios antialérgicos, é preciso também cuidar do coro cabeludo”, explicou.

 

Marta não fez nenhum exame de sangue ou teste alérgico para detectar o que exatamente causou a reação, mas de acordo com a especialista, o quadro poderia ser pior, resultando na queda de cabelo.

 

A família da Marta tentou entrar em contato com a fabricante da tintura Aroma do Campo, buscando esclarecimentos sobre o produto e seus direitos como consumidores, mas o site da empresa está fora do ar e os telefones informados na caixa do produto não atendem.

 

Depois de uma semana de sofrimento, Marta desinchou. Mas, por causa da alergia, perdeu uma entrevista de emprego e um final de semana de trabalho.

 

 

 

Fonte: Redação/ R7

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS