Tempo - Tutiempo.net

Bolsonaro critica ‘aventura’ de desaparecidos na Amazônia

Bolsonaro e os desaparecidos na floresta Amazonica

O presidente Jair Bolsonaro classificou nesta terça-feira como “aventura” a ação do indigenista Bruno Araújo Pereira, da Fundação Nacional do Índio (Funai), e do jornalista inglês Dom Phillips , que estão desaparecidos há mais de 48h na Amazônia.

Bolsonaro afirmou que não seria “recomendável” os dois andarem de barco sozinhos na região.

O presidente, por outro lado, disse que torce para que os dois sejam encontrados brevemente e que as Forças Armadas estão “trabalhando com muito afinco”.

As declarações ocorreram em entrevista ao “SBT News”.

“Realmente duas pessoas apenas em um barco, em uma região daquela, completamente selvagem, é uma aventura que não é recomendável que se faça. Tudo pode acontecer.

Pode ser um acidente, pode ser que tenham sido executados. A gente espera e pede a Deus que sejam encontrados brevemente. As Forças Armadas estão trabalhando com muito afinco na região.”

Ao reconhcer que podem ter sido executados, também reconhece a violência que existe na região, a qual tem ampla liberdade de ação, justamente por causa da política implantada por ele na região, com a intenção de eliminar os índios  e distribuir suas terras.

Este é o pior governo que o país já teve, se perdurar, nunca mais sairemos do fundo desse poço que ele está construíndo.

Cljornal com informações da Agência Globo.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS