Tempo - Tutiempo.net

Carlos Bolsonaro sugere investigação sobre o documentário que desmonta a farsa da “facada” de Juiz Fora

A suspeita facada em Bolsonaro

O vereador Carlos Bolsonaro, que é um dos investigados no inquérito sobre fake news conduzido pelo ministro Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal, reagiu ao documentário “Bolsonaro e Adélio – uma fakeada no coração do Brasil”, que desmonta a farsa sobre a “facada de Juiz de Fora”, ocorrida em 6 de setembro de 2018.

“Teremos inquéritos ou algo na linha que qualquer um tem visto?”, questionou em seu twitter, insinuando que o documentário do repórter investigativo Joaquim de Carvalho contenha fake news.

Ao contrário disso, Joaquim demonstra, com riqueza de detalhes, vários pontos da farsa montada em Juiz de Fora, e também depois do evento, para garantir a eleição de Jair Bolsonaro.

Joaquim também revela que os seguranças que protegeram Adélio Bispo de Oliveira, e não Bolsonaro, foram promovidos e aponta a relação entre o próprio Adélio e Carlos Bolsonaro, confirmada pela irmã do suposto autor da “facada”.

Após sua investigação, Joaquim de Carvalho, um dos jornalistas mais respeitados do Brasil, não tem dúvida de que o caso precisa ser reaberto.

“Carlos Bolsonaro deve ser investigado como um dos principais mentores da farsa”, diz ele. Da mesma forma, o deputado Alexandre Frota (PSDB-SP), que apoiou Jair Bolsonaro em 2018 e foi a Juiz de Fora no dia do evento, hoje diz ter certeza de que Bolsonaro forjou a facada.

Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS