Tempo - Tutiempo.net

Em plena pandemia Colbert tem como prioridade realizar reforma administrativa em seu combalido governo/Sérgio Jones

A reforma de Colbert

Com tantas prioridades, principalmente em período de pandemia que vem ceifando milhares de vidas dos brasileiros, o prefeito de direito e não de fato, Colbert Martins (MDB), diz sonhar (ou seria uma espécie de pesadelo?), em realizar uma reforma administrativa em seu caótico governo.

O índice de vítimas fatais da Covid-19 no município de Feira de Santana se aproxima de mil mortos. Todavia, ao que parece que, mesmo na condição de médico, ele não tem demonstrado sensibilidade para com a delicada situação sanitária no município.

Fala de uma reforma administrativa paralisada até o presente momento, devido a desentendimentos políticos mantidos com o legislativo feirense.

Diante da sua comprovada inércia e incapacidade administrativa, ele disse ter projeto para criar uma Secretaria de Ordem Pública. O que significa dizer que haverá utilização de mais gastos dos limitados recursos públicos.

Tal reforma provavelmente irá atender e resultar no interesse de poucos e, em prejuízos de muitos. Em nada irá beneficiar ou melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. Ao que tudo deixa transparecer é que a medida visa unicamente atender caprichos e interesses do mandatário.

Necessário observar que tal medida apresentada por ele como uma espécie de cura para todos os males, não deixa de ser um sonho de uma noite de verão.

As atividades e os benefícios apontados advindos de tal comportamento, no tocante a criação da nova secretaria, que terá como um de seus objetivos realizar a apreensão de som, o que já vem sendo cumprido. Embora de forma atabalhoada, pela Secretaria de Meio Ambiente.

Quanto ao manifesto desejo dele em colaborar com a ordem pública, poderia começar exercendo tal exercício colocando ordem na sua confusa administração. Que até o presente, tem atuado como caixa de ressonância para veicular e gerar apenas futricas palacianas.

O que tem resultado em sucessivas crises com o poder legislativo local, criando sérios prejuízos que afeta diretamente os interesses e a qualidade de vida de todos os munícipes, de forma indistinta.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS