Tempo - Tutiempo.net

Exército mudou status de Bolsonaro para permitir filha em colégio militar

De Cap. reformado a Cp. da reserva. Abuso de poder.

O Exército modificou o status militar do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de capitão reformado para capitão da reserva.

A  manobra foi feita para permitir a matrícula excepcional da filha Laura Bolsonaro, de 11 anos, no Colégio Militar de Brasília sem ela precisar passar por um processo seletivo. As informações são da Folha de S. Paulo .

O processo sobre a matrícula da filha caçula de Bolsonaro foi colocado em sigilo pelo Exército até que acabe o mandato do atual presidente.

Segundo a Força Armada, “foram satisfeitas as condições estabelecidas” na legislação vigente, “considerando que Bolsonaro é capitão da reserva do Exército brasileiro”.

Bolsonaro, porém, é reformado; isto é, se aposentado, não podendo ser chamado para missões, ao contrário dos membros da reserva.

As portarias que definem critérios para ingresso nos colégios militares não mencionam dependentes de militares reformados.

PERGUNTA-SE:

Como revertar uma a posição de reformado, que ocorreu para não ser expulso, para uma baixa capitão da reserva.

Será o exército cometendo ilegaliudades?

Nesse país deve-sde acreditar em que?

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS