Feira: prossegue a dança das cadeiras na administração de Colbert Martins/ Sérgio Jones

Gari faz desenho na areia

A ciranda das cadeiras no que tange a distribuição graciosa de cargos para abrigar os amigos sob o guarda-chuva do poder público, na administração do prefeito de direito e não de fato, Colbert Martins (MDB), continua acontecendo a todo vapor.

Deixando transparecer que se prepara para após dois anos de gestão municipal, ele deverá abdicar do cargo de prefeito para se aventurar a uma possível candidatura para ocupar uma vaga na Câmara dos Deputados.

Enquanto aguarda o tão esperado momento, ele vai atapetando a sua caminhada política se utilizando de forma despudorada da máquina pública. Objetivando atingir os seus discutíveis interesses, prática que já se tornou rotineira, ao longo de sua conturbada vida pública frente ao município de Feira de Santana.

No momento está sendo beneficiado com mais uma boquinha no governo municipal o ex-vice-prefeito e ex-deputado estadual Luciano Ribeiro (MDB).

De acordo com justificativa fornecida pelo alcaide de plantão junto à imprensa é que a indicação e contratação do colega de partido, o mesmo deverá desempenhar a função para ocupar o cargo de “assessor especial de gabinete do prefeito”. .

Mais um cargo aleatório criado para promover as acomodações dos “amigos”. Toda a farra é bancada às custas do erário, o que já se tornou muito comum junto a classe política, fazer festa com o chapéu dos outros.

O argumento e a falácia utilizada pelo atual “mandatário” é que o mais novo ungido dará uma grande contribuição com sua experiência em uma função estratégica no governo.

Estratégia é um termo que esta administração desconhece. Parodiando o ex-governador baiano Otávio Mangabeira, onde existe uma exceção, na terrinha de Lucas é um precedente.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS