Tempo - Tutiempo.net

Legislativo feirense: pega fogo no Cabaré / Por Sérgio Jones

nício da semana passada foi o que podemos considerar bastante agitada. Na Câmara Municipal de Feira de Santana, mesmo se encontrando em período de recesso parlamentar, a baixaria continua correndo solta.

Conforme informações obtidas, junto a uma testemunha local, as dependências físicas da sede do legislativo feirense, nessa última quarta -feira (21), por muito pouco não se transformou em palco de pugilato.

Tendo como contendores, do espetáculo bizarro, a polêmica figura do presidente daquele órgão político, Fernando Torres e o assistente de diretor Joseflay Martins da Silva, este na condição de oponente.

Informações dão conta de que o fato da discórdia entre os dois ocorreu após o presidente ter tomado ciência de que houve, por parte do servidor, a prática de assédio moral contra outra colega.

Fato que já se tornou corriqueiro tanto no legislativo como executivo.

O resultado de toda essa ópera bufa culminou com a exoneração do servidor de forma sumária e irreversível, ocorrida no mesmo dia em que se deu o atrito.

O furdunço respingou no Diretor Geral da Câmara Fábio Lucena, que é próximo do ex-assistente de diretor. Ele já se encontra de mala e cuia prontas e deverá deixar o cargo, ainda essa semana.

A exoneração deverá ser publicada na próxima sexta-feira (30).

Circula nos bastidores daquele podre poder que o afastamento de Lucena se deve ao fato de ter ele incorrido em práticas e atos pouco ou nada convencionais para com as suas funções.

Especulam que o lugar de Fábio Lucena será ocupado pela esposa do ex-vereador Davi Neto.

Outro nome cotado para ser nomeado para ocupar uma vaga no legislativo é o de Bruna Pimenta, filha do ex-prefeito Tarcízio Pimenta. Como sempre tudo para eles, nada para o povo.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS