Tempo - Tutiempo.net

O despreparo e a incompetência têm sido marca indelével no legislativo feirense/ Por Sérgio Jones

Acredite se quiser! Mas o impossível acontece.

A Câmara Municipal de Feira de Santana, foi palco de uma situação que podemos considerar comum e ao mesmo tempo inusitado. Que merece atenção de todos, em especial dos formadores de opinião que abundam a terrinha de Lucas.

Como já sentenciava com elevado nível de precisão o ex-governador da Bahia, Octávio Mangabeira, também considerado como o “ filósofo da baianidade”: “Pense num absurdo, na Bahia tem precedente”.

O ínclito vereador do democratas José Marques de Messias, conhecido popularmente como Zé Curuca, membro da Comissão de Constituição e Justiça, assinou parecer contrário à tramitação de um projeto considerado inconstitucional.

Até aí alguém poderia questionar o que poderia haver de errado nesse simples ato, aparentemente nada. Se não fosse por um importante detalhe. Quando o parecer do projeto foi votado, o representante do distrito de Humildes descobriu ter votado contra o próprio documento de sua autoria, assinado por ele.

Qual a dedução que se pode tirar desse erro crasso?

Simples, embora seja o projeto de autoria dele, tudo leva a crer que não foi elaborado e nem lido por ele. Talvez esse tenha sido o fato que o conduziu à tomada de medida adotada deixando transparecer de forma cristalina, o total desconhecimento de seu conteúdo.

Comportamentos como esses, por parte de suas excelências, refletem o baixo nível da política e dos políticos brasileiros.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS