Primeiro transplante de córnea artificial do mundo devolve visão a idoso

Córnea artificial devolve visão de idoso de 78 anos de idade

O israelense de 78 anos Jamal Furani voltou a enxergar após dez anos de cegueira graças a um transplante de córnea artificial . Este foi o primeiro procedimento do tipo bem-sucedido no mundo.

O paciente fazia parte de estudos clínicos realizados pela startup israelense CorNet Vision, responsável pela criação da córnea artificial. O material sintético é capaz de se biointegrar ao olho humano, como explica a CNN.

O transplante é considerado um procedimento simples, e a expectativa é de que o paciente volte a enxergar horas após a cirurgia .

No caso de Jamal, levou um dia para que ele reconhecesse os familiares e voltasse a ler.

O momento em que foi retirada as bandagens foi emocionante e significativo.

Momentos como este são o cumprimento de nossa vocação de médicos.

Temos orgulho de estar na vanguarda desse projeto empolgante e significativo que sem dúvida impactará a vida de milhões”, disse o médico Irit Bahar, chefe do Departamento de Oftalmologia do Rabin Medical Center Bahar, que realizou o procedimento.

Existem outros pacientes na fila à espera de córneas artificias , e a expectativa é tornar o procedimento viável em todo o mundo. Ainda não há, porém, uma previsão de quando o material poderá ser produzido em larga escala.

“Esperamos que isso permita que milhões de pacientes cegos em todo o mundo, em áreas onde não há prática corneana nem cultura de doação de órgãos, recuperem a visão”, disse Gilad Litvin, diretor médico da CorNeat Vision.

Jornal Israel Hayom

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS