Tempo - Tutiempo.net

Putin ordena avanço das tropas na Ucrânia após governo Zelensky recusar negociações

Rússia AVANÇA SOBRE KIEV

O porta-voz presidencial russo apontou que, apesar de Vladimir Putin ter parado o avanço das tropas envolvidas na operação especial na Ucrânia, a proposta de negociações foi rejeitada.

Vladimir Putin, presidente da Rússia, deu na sexta-feira (25) uma ordem para parar o avanço das tropas enquanto esperava negociações com Kiev, relatou Dmitry Peskov, porta-voz presidencial russo.

“Ontem [25], devido às esperadas negociações com a liderança ucraniana, o comandante-em-chefe e presidente da Rússia deu uma ordem para parar o avanço das principais forças russas”, disse ele neste sábado (26) aos repórteres.

“No entanto, os combates continuaram em vários lugares, houve confrontos com grupos móveis de nacionalistas e banderistas [em referência a Stepan Bandera, colaboracionista nazi ucraniano durante a Segunda Guerra Mundial], que usavam veículos leves e caminhões, nos quais instalaram armas, à semelhança dos jihad-mobiles, só que agora eles são chamados de bandera-mobiles”, continuou o porta-voz.

Moscou: à medida que operação especial da Rússia decorre com sucesso, aumentam fake news

Ante a recusa de negociações, indicou, a Rússia retomou as operações militares.

Sputnik

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS