Tempo - Tutiempo.net

Uma vontade por Carlos Lima

Carlos Lima

Atualmente me persegue uma vontade de escrever para o mundo todo.

Falar sobre as bocas que na maioria das vezes não sabem o que dizem, dizer das panturrilhas acima dos calcanhares e das orelhas que não sabem ouvir.

Tenho vontade de morrer escrevendo mas sinto que agora não consigo, e provavelmente não farei.

Não por covardia, mas porque não sou um ser sozinho.

Tenho mulher, filhos e netos.

É por isso que preciso ler com os ouvidos e ouvir com os olhos aquilo que minha mão quando escrever tem a me dizer.

Entretanto imagino que seria mais prudente minha língua lambesse minha mão.

Não o faço agora porque tenho medo do que vou escrever.

Escrever verdades é tão difícil como dize-las.

O medo não é por mim.

Surge de um obelisco de falsidades, mentiras e ameaças.

Que não nos permite viver por si só, apenas morrer.

Quem sabe um dia qualquer.

Mesmo nublado possamos falar metaforicamente.

Afirmando que as coisas não andam tão bem.

Até para aqueles que vestem de esperanças.

Me tornei velho, doente e sem as energias que vinham da juventude.

Acovardar diante da vida jamais.

A energia não é a desejada nem a necessária.

Minhas dúvidas, não me incomodam.

Tão pouco a raiva reprimida, a volatilidade e a notícia não inventada.

Nas profundezas abissais esconde-se os mais preciosos tesouros da humanidade.

Inúteis para uma vida tão curta.

Carlos Lima

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS