Tempo - Tutiempo.net

ALIADO DE BOLSONARO, DONO DA REDETV NÃO PAGA NEM O IPTU

Marcelo de Carvalho, sócio da RedeTV

No início de junho, a prefeitura de São Paulo pediu à Justiça a penhora dos bens do apresentador Marcelo de Carvalho, sócio da RedeTV!, em razão de uma dívida do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de R$ 29 mil.

O empresário bolsonarista, famoso por sacanear os funcionários e colecionador de inúmeros processos judiciais, já foi penalizado? Ninguém mais fala sobre o assunto!

Segundo o site UOL, a dívida é de “um imóvel no Jardim Guedala, localizado próximo ao parque Alfredo Volpi, na zona sul da cidade. A casa, cujo valor venal é de R$ 4,5 milhões, fica em um terreno de 1.362 metros quadrados.

Em 2018, o apresentador do ‘Mega Senha’ deixou de pagar quatro das dez parcelas do IPTU”.

“Marcelo de Carvalho, que reconheceu a dívida no processo, pediu em 2019 que a execução judicial fosse suspensa. Por meio de seus advogados, afirmou à Justiça ter feito um acordo de parcelamento do débito com o município.

O pedido de penhora foi feito, no entanto, pois, segundo a prefeitura, o apresentador não cumpriu o acordo”, completa o site.

Além da dívida referente ao IPTU de 2018, o governo paulistano também cobra, em um segundo processo, R$ 84 mil do imposto de 2019.

Neste caso, também houve um acordo de parcelamento, mas ainda não há queixa de descumprimento formal pela prefeitura. O dono da RedeTV!, que adora bravatear sobre ética, evita comentar esse assunto.

Corte de 25% do salário dos funcionários

Como já foi dito, Marcelo de Carvalho e seu sócio na emissora – Amilcare Dallevo Jr. – estão metidos em vários rolos. Em março passado,

por exemplo, o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo conseguiu na Justiça o direito de ter acesso aos balanços patrimoniais da RedeTV!, após a empresa reduzir em 25% os salários dos seus profissionais.

Os empresários alegaram dificuldades financeiras para justificar a utilização do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda do Governo Federal e cortar arbitrariamente os rendimentos.

A Justiça rejeitou a desculpa e pediu a abertura de suas contas e dos contratos publicitários. A RedeTV! entrou com recurso e conseguiu evitar a medida.

Na ocasião, o jornalista Ricardo Feltrin reafirmou sua indignação em matéria no UOL.

“Conforme esta coluna publicou em outubro do ano passado, ao mesmo tempo em que reduziu salários, a direção da RedeTV gastou num só dia cerca de R$ 10 mil em vinhos e espumantes europeus. Detalhe: a emissora conta com uma adega própria com centenas de garrafas”.

“O vice-presidente da RedeTV, Marcelo de Carvalho, se irritou com a reportagem e, em nota enviada à coluna, justificou a compra: ‘Em tempos desafiadores, as empresas buscam aumentar suas receitas (fazendo negócios) e diminuir seus custos’, afirma. Ou seja, vinho para fechar negócios, e corte de salários para baixar custos”.

Altamiro Borges

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS