Concursos públicos serão afetados pelos cortes no orçamento

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Os concursos públicos sofrerão com o corte adicional de R$ 10 bilhões no orçamento de 2013, anunciado pelo governo na segunda-feira (22). Somente com as medidas relacionadas com os servidores públicos em 2013, classificadas como despesas obrigatórias, o governo pretende economizar R$ 2,5 bilhões, segundo a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior.

 

Ela afirmou que os concursos em andamento continuarão e que estão sendo autorizados apenas os que são considerados essenciais. “O concurso de delegado da Polícia Federal não abriu ainda. Será aberto porque será necessário, mas não será feito este ano. Aqueles concursos em andamento continuarão. O que estamos considerando neste valor (economia de R$ 2,5 bilhões) são de ingressos (no serviço público)”, explicou Belchior.

Concursos relacionados com a ampliação da rede dos campus de universidades e do ensino técnico, por exemplo, estão sendo mantidos pelo governo. A ministra esclareceu, ainda, que os nomeados em concursos do Ministério da Fazenda, da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), além do concurso para novos gestores públicos e delegados da PF não deverão ser chamados para assumir em 2013.

 

No corte, considerado apenas uma simples reestimativa de gastos, o governo preservou o programa Minha Casa, Minha Vida e deixou a conta com os programas de financiamento agrícolas e operações do BNDES.

 

Fonte: Ivana Lima, com informações de Priscila Chammas

OUTRAS NOTÍCIAS