Economia da UE deve contrair 1% em 2020 por coronavírus, diz Comissão Europeia

Pedestres passam em frente à fachada da sede da Comissão Europeia em Bruxelas, na Bélgica — Foto: Yves Herman/Reuters

A economia da União Europeia (UE) deve encolher 1% este ano como resultado do coronavírus, mostrou um documento da Comissão Europeia, mas autoridades disseram que as estimativas internas da Comissão são mais pessimistas e apontam uma recessão de até 2,5%.

“Estima-se que a crise do Covid-19 tenha um impacto econômico prejudicial muito grande na UE e na área do euro”, afirmou o documento da Comissão.

“Estima-se que o impacto direto em todos os canais reduza o crescimento real do PIB em 2020 em 2,5 pontos percentuais, em comparação com uma situação em que não haveria pandemia”, afirmou.

“Dado que o crescimento real do PIB estava previsto em 1,4% para a UE em 2020, isso implicaria que (a taxa) poderia cair para pouco mais de -1% do PIB em 2020, com uma recuperação substancial, mas não completa, em 2021”, disse o documento.

Mas as autoridades disseram que um documento interno da Comissão previu o impacto do coronavírus em 3,9 pontos percentuais negativos, em vez de 2,5 pontos, o que tornaria a recessão ainda mais profunda.

Os ministros das Finanças da UE estão discutindo novas maneiras de lidar com os danos econômicos causados ​​pela epidemia em uma videoconferência nesta segunda-feira, e as autoridades disseram que devem apresentar um grande pacote coordenado de respostas econômicas.

 Por Reuters
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS