Candidatos com coronavírus terão nova chance de fazer o Enem

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Nova chance de fazer o Enem

Com as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 marcadas para o próximo mês de janeiro, os candidatos que forem diagnosticados com Covid-19 ou alguma outra doença infectocontagiosa e, portanto, não puderem comparecer ao teste, terão uma nova chance.

“Pela primeira vez, os participantes terão a possibilidade de avisar, até um dia antes do exame, que estão com uma doença infectocontagiosa.

Essa é uma novidade muito importante e muito boa para os participantes”, ressalta o presidente substituto do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Camilo Mussi.

O edital do Enem detalha que as doenças infectocontagiosas consideradas para fins de reaplicação do Enem 2020 são coqueluche, difteria, doença invasiva por Iaemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela e Covid-19.

Para a edição de 2020, o Enem teve mais de 5,7 milhões de inscrições confirmadas. As provas na versão impressa estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021. A versão digital ocorre em 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Nova chance

Aqueles participantes que identificarem que possuem uma doença infectocontagiosa até a data anterior a da prova, deverão acessar a Página do Participante e enviar o laudo médico que comprova a doença.

E se confirmar a doença no dia, deverá ligar para a central de atendimento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e comunicar a doença até um dia antes da data da prova.

O número é 0800 616161 e a ligação é gratuita. As provas serão reaplicadas no fim de fevereiro.

Uso da máscara

Em função da Covid-19, quem for fazer a prova do Enem deve ficar atento a outras novidades desta edição, como o uso da máscara. Cada participante deve levar máscara para usar durante o período de aplicação da prova.

“Você deve levar mais de uma máscara para que troque durante o exame, porque a duração é de quatro horas e meia a cinco horas e meia da prova”, lembra o presidente substituto do Inep.

O estudante poderá levar álcool em gel em recipiente transparente. As salas de aplicação de prova também terão o produto disponível para uso dos participantes.

cljornal com informações do ME

OUTRAS NOTÍCIAS