Esquema de segurança para a Copa na Arena Fonte Nova é testada

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
A partida Bahia X Botafogo, realizada na tarde deste domingo (4), na Arena Fonte Nova, foi palco do primeiro teste feito pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia para a Copa do Mundo. A escolta das delegações, o controle das atividades nos arredores da Arena Fonte Nova e as vistorias antibombas ficaram sob responsabilidade da SSP. 
Com o apoio das Forças Armadas, a operação incluiu a escolta das delegações dos times baiano e carioca, realizada por batedores da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar, através do Esquadrão Águia.
Segundo a SSP, a operação seguiu a risca os protocolos definidos para a Copa do Mundo. 
O teste tem o objetivo de avaliar a funcionalidade dos planos desenvolvidos para serem aplicados no Mundial, explicou o presidente da Comissão Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil para Grandes Eventos na Bahia, coronel Marcos Antônio Oliveira. 
De acordo com o coronel, os trajetos dos ônibus que trouxeram os times brasileiros são semelhantes aos que serão utilizados pelas seleções que vão disputar a taça nos jogos na Arena Fonte Nova.

Na tarde de sábado, camarotes, áreas VIPs  e vestiários da Arena  também foram alvo de ações específicas dos protocolos de segurança para a Copa. A Companhia de Operações Especiais da PM (COE) entrou em ação com o Esquadrão Antibombas, inspecionando a presença de artefatos explosivos em alojamentos do estádio.  Para ajudar na vistoria, os policiais contaram com a ajuda de Logan, um cão Labrador, com faro especial para a identificação de explosivos.

“Até o início do mundial, outros testes serão realizados em toda a cidade, incluindo a vistoria de veículos que circulam nos arredores da Arena e a simulação de chegada das seleções no aeroporto de Salvador”, afirmou o coronel Oliveira. 

Fonte: Correio/ Foto: SSP

OUTRAS NOTÍCIAS