Até camaro amarelo foi apreendido na fraude que desviou R$ 4,8 milhões, afirma Sefaz

 

Durante a operação de combate a uma quadrilha suspeita de sonegar R$ 4,8 milhões em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)r realizada nesta terça-feira (10), foram cumpridos onze mandados de busca e apreendidos documentos fiscais, computadores, notebooks, celulares, além de vários carros de luxo, entre eles um Camaro amarelo, diversos relógios e bens pessoais.

Os dois irmãos suspeitos teriam aberto, em nome de “laranjas” uma empresa que comercializa refeições para indústrias, escritórios, escolas e hospitais na cidade de Candeias. Os “laranjas” trabalham como caseiros da família e já prestaram depoimento à polícia, segundo a Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz).

O valor da sonegação foi gerado em quatro anos de atividade da empresa, de 2008, ano de sua abertura, até 2011. A empresa permanece na ativa. No primeiro ano, o movimento financeiro foi de R$ 7 milhões, aumentando nos anos subseqüentes. Em 2009, R$ 10 milhões; em 2010, R$ 12 milhões; em 2011, R$ 21 milhões.

Os bens dos empresários foram bloqueados.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS