Tempo - Tutiempo.net

Governo promove formação inovadora de educadores estaduais e municipais

Formação para educadores

O Governo do Estado iniciou uma estratégia inovadora para formação de diretores escolares e coordenadores pedagógicos das redes estadual e municipais. O I Encontro de Formação de Formadores Territoriais começou na sexta-feira (6) e segue até sábado (7), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador.

A proposta faz parte do Plano de Formação Continuada Territorial da Secretaria de Educação do Estado e tem a participação de 128 formadores dos 27 Territórios de Identidade da Bahia.

A ação impacta diretamente em mais de um milhão de estudantes baianos, sendo 800 mil da rede estadual. Durante o evento será construída a pauta pedagógica que os formadores irão replicar junto aos educadores nas unidades de ensino. O processo de formação irá alcançar 6.719 educadores do Estado e municípios, englobando 386 cidades baianas.

De acordo com a diretora do IAT, Cybele Amado de Oliveira, serão realizados oito encontros até o fim do ano. “Há um esforço conjunto de diversos atores para que a formação continuada chegue também às redes municipais. Essa formação será realizada por três anos e acontecerá todos os meses.

Além dos professores e coordenadores da rede estadual, temos educadores das universidades estaduais que participam desse encontro. Durante a formação continuada, os formadores irão até os núcleos territoriais para trabalhar com os educadores em sala de aula e aplicando as estratégias que forem definidas”, explicou Cybele.

Os educadores que atuam na rede estadual e redes municipais, nos períodos entre o 6º e o 9º ano e no Ensino Médio, são o foco do programa de formação. A iniciativa ocorre em regime de colaboração e envolve ainda a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), a União dos Municípios da Bahia (UPB) e as Instituições de Ensino Superior (IES).

Cooperação

O professor Márcio Vila Flor, do Núcleo Territorial de Alagoinhas, falou sobre a expectativa de replicar a formação com os colegas educadores. “Nesse desenho, nós iremos acompanhar diretamente as escolas, indo além do contato com diretor e coordenador nos espaços formativos. Iremos às escolas para acompanhar esse trabalho com professores e alunos. Eu vejo como uma parceria colaborativa e cooperativa pela qualidade da educação pública na Bahia”.

Esta nova fase na formação dos educadores baianos integra um acordo de cooperação técnica firmado entre a Secretaria da Educação do Estado e o Itaú Social, que disponibiliza consultores especialistas e de apoio pedagógico para a realização do plano. “A nossa parceria vai desde a contratação de profissionais, especialistas para fazer a formação de professores até no auxilio para a gestão do programa.

É uma atuação técnica que ajuda no andamento do programa. A gente viu na Bahia um potencial para participação de Estado e municípios e acreditamos que a escola tem que ser um espaço formativo, mas também de parcerias que melhorem a educação”, afirmou a coordenadora de implementação regional do Itaú Social, Cláudia Petri.

 Jairo Gonçalves

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS