Justiça evidencia a vergonha que é o governo de Colbert/por Carlos Lima

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
juiz Fábio Falcão Santos, da 1ª Vara da Infância e Juventude de Feira de Santana, está de parabéns
A vergonhosa administração do prefeito Colbert Filho se evidencia pela ação da Justiça, quando o juiz Fábio Falcão Santos, da 1ª Vara da Infância e Juventude de Feira de Santana, determina prazo de 10 dias para que o município proceda a entrega do Kit merenda escolar, aos alunos da rede municipal de ensino.
Esse fato caracteriza o descompromisso político, moral e social do gestor, diante das prioritárias necessidades nutricionais dos estudantes, as quais são supridas pela merenda escolar.
Em Feira de Santana os estudantes estão sem aula e sem merenda desde março, desse ano, por causa da pandemia.
A medida adotada pela justiça foi resultado da ação da Defensoria Pública.
O prefeito está omisso diante dessa grave situação na distribuição desse Kit merenda que é de extrema importância para os estudantes da rede municipal.
A medida foi publicada na quinta-feira (3).
Na tentativa de se justificar, o prefeito divulgou uma nota afirmando que os alimentos não foram distribuídos por falta de documentação suficiente.
Insuficiente é a imbecilizada justificativa da prefeitura.
São quase seis meses sem aulas. O tempo é pouco para regularizar a documentação?
Como? Se outros municípios na Bahia e no país já distribuem o Kit merenda escolar a mais de três meses?
Será que Feira de Santana o prefeito espera o OK de José Ronaldo que está no aguardo da liberação de Bolsonaro que por sua vez espera o recebimento da documentação e autorização de Trump?
Para ser apoiado na tentativa de reeleição, Colbert deve ser muito resignado na sua subserviência.
E assim, o feirense deve ser manipulado como “gado” e não “fazendeiro”.
As promessas continuam sendo alimentadas pelo pressuposto “alcaide”.
Os 51 mil alunos matriculados na rede municipal, segundo ele, vão receber uma cesta com 12 itens: feijão carioca, arroz, macarrão tipo espaguete, molho de tomate, óleo, soja, massa flocada para cuscuz, farinha de mandioca, açúcar, café e biscoito cream cracker.
Essa promessa nos faz lembrar: certo dia um paciente com sua vida dependendo de uma urgente cirurgia cardíaca, recebeu a informação, da regulação, que o procedimento cirúrgico estava mascado para um ano depois da consulta que acabara de realizar.
Morreu antes.
Para onde estava indo a merenda escolar?
Será que armazenaram com a mesma eficiência das cestas básicas compradas pela prefeitura, que apodreceram no depósito. Deve ter dado o mesmo destino, lixo.
É dessa forma que o feirense vem sendo tratado em todas suas necessidades. Administrados por esse grupo que há 20 anos manipula o erário.
Está de parabéns o juiz Fábio Falcão Santos, da 1ª Vara da Infância e Juventude de Feira de Santana.
Carlos Lima

OUTRAS NOTÍCIAS