Micareta de Feira muitos shows e nenhuma transparência

A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, da Prefeitura Municipal de Feira de Santana divulgou a grade de atrações da Micareta 2013, que acontece no período de 25 a 28 deste mês, contendo 105 shows durante os quatro dias da festa momesca.

Ficou definido que cada noite terá a presença de um artista que esteja na mídia nacional, como: Daniela Mercury, Cláudia Leitte, Margareth Menezes e Carlinhos Brown.

O único pecado na divulgação da grade foi a ausência de transparência nas contratações, referente a valores.

Serão 20 shows com artistas de reconhecimento estadual e nacional, e 65 com artistas e bandas locais, em todos os circuitos da Micareta 2013.

O Circuito Quilombola, mantido na Avenida João Durval Carneiro e mudanças na sua estrutura, que é muito deficiente, contará com a apresentação de 20 atrações.

Os nomes da música feirense como: Márcia Porto, Paulo Bindá, Maryzélia, Djalma Ferreira e a Quixabeira da Matinha e outros, estarão marcando presença no circuito Maneca Ferreira, além deles nomes com: Luiz Caldas, Tuca Fernandes, Banda Eva, Babado Novo, Magary Lord, Olodum, Trem de Pouso, Adão Negro, Negra Cor, Amanda Santiago e a cantora Katê da VoaDois, são atrações confirmadas.

Está mantido o circuito Charles Albert, na Praça Kalilândia. Neste espaço, os espetáculos serão abertos na sexta-feira (26), quando se realiza o concurso para escolha da Rainha e Rei Momo da Terceira Idade, e tradicionalmente a realização de três bailes noturnos, com duas matinês, sábado (27) e domingo (28).

Essa é a programação já definida, entretanto tem quem duvida de sua realização, principalmente os bailes noturnos.

Os motivos apresentados pelos céticos são os moradores de Rua que residem na Praça da Kalilândia.

Eles não querem sair da Praça de livre e espontânea vontade e segundo o secretário de Desenvolvimento Social se eles não quiserem sair ninguém pode fazê-lo. Se eles quiserem permanecer na praça e tumultuar os bailes, ninguém pode fazer nada.

Existe a possibilidade, dentro da visão adotada pela Secretaria de Desenvolvimento Social, que eles podem até impedir que os bailes aconteçam.

Moram na Praça, dorme na Praça, ninguém pode forçá-los a deixarem a Praça, isso lhes dá o direito de não aceitarem a poluição sonora que deverá ocorrer com a apresentação dos artistas e das bandas nos bailes noturnos.

Inclusive, acredita-se que eles possam denunciar o fato à Secretaria de Meio Ambiente solicitando a interdição da Praça da Kalilândia para a realização desses bailes noturnos.

Aconselha-se que a Secretaria faça uma rodada de negociação com os moradores de rua para evitar um impasse maior, ou que eles entrem com uma liminar suspendendo a festa na Praça da Kalilândia. Não duvidem…

 

Fonte: CL

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS