Tempo - Tutiempo.net

Datafolha “confessa” que 60% querem nova eleição

O Datafolha tornou disponível uma “segunda versão” da sua imensa pesquisa, anunciada no final de semana com a chamada de que 50% querem que Temer permaneça até o final do período que caberia a Dilma Rousseff.

O arquivo está aqui: http://media.folha.uol.com.br/datafolha/2016/07/18/av_presidente_michel_temer_v2.pdf

“v2” é, claro, “Versão 2”.

Os números são iguais.

Mas chama a atenção a chamada que vem logo abaixo do título.

“58% querem afastamento definitivo de Dilma Rousseff, e 60% são favoráveis a nova eleição“.

O dado simplesmente não existe ou não foi incluído entre os números tabulados e, ao contrário, foi apresentado como sendo de apenas 3% na publicação da Folha de S. Paulo, na primeira página.

Tudo pode ser conferido pela reprodução da capa e no destaque: no gráfico publicado no domingo, só 3% acham que novas eleições seriam o melhor para o país.

No corpo da matéria, interna, os resultados que são referidos são estes: 3% de novas eleições, 4% de nenhum dos dois e  11% de outros/não sabe.

Veja o texto:

“Os 18% restantes responderam “nenhum”, preferiram uma eleição, deram outras respostas ou disseram não saber.”

O que está fraudando a boa-fé da opinião pública: a pesquisa publicada domingo ou o documento que o Datafolha divulga hoje com a afirmação de que ” 60% são favoráveis a nova eleição”?

Ou não é fraude, é “ato falho”  ou um grito de socorro de quem está sendo metido num estelionato estatístico?

FERNANDO BRITO

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS