Para catar piolhos mulher cobra R$70 por hora

A carioca Anna Paula Braga tem uma ocupação inusitada: ela se sustenta catando piolhos. A catadora de piolhos cobra R$ 70 por hora e atende na casa dos clientes, permitindo que crianças assistam televisão, usem o computador, joguem video-game ou façam o dever de casa enquanto ela trabalha.
Ela diz não ter vergonha de sua profissão e é uma pesquisadora da vida desses insetos. Tanto que realiza o seu serviço só com as mãos, um pente fino e uma toalha branca. Nada de remédios, vinagre, alfazema ou algo do tipo.
– Nada disso funciona. As lêndeas e os piolhos menores não morrem com remédio. Sem contar que o álcool presente na fórmula queima o couro cabeludo – afirma.
Mas só catar não adianta:
– O piolho vive fora da cabeça enquanto tiver sangue na barriga. Por isso, tem que lavar toalhas e roupa de capa e passar água e vinagre no chão.

Fonte: Redação / Extra

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS