Aprovadas emendas na Constituição russa que permitem a Putin participar de novas eleições

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Aprovadas emendas na Constituição russa que permitem a Putin participar de novas eleições© Sputnik / Yevgeny Biyatov

Justiça russa aceita emendas na Lei Base do país, permitindo participação do presidente Vladimir Putin nas próximas duas eleições.

Após o presidente da Rússia, Vladimir Putin, pedir ao Tribunal Constitucional verificação da legalidade de novas alterações nas leis do país, o referido órgão aprovou as medidas.

No geral, as alterações concernem à organização política do país. Em especial, Vladimir Putin pediu ao tribunal análise da possibilidade do presidente em exercício participar de novas eleições presidenciais, assim como condições para tal fato.

Desta forma, o presidente eleito que estiver no cargo poderá participar de mais duas eleições, não permitindo uma terceira eleição consecutiva. Ou seja, só poderá ser presidente duas vezes em seguida.

Contudo, as vitórias de Vladimir Putin nas eleições passadas não serão contadas, o que permitirá que o atual presidente participe de novos pleitos.

Outras mudanças

Também o presidente irá escolher os principais agentes de segurança do país após consultar o Conselho da Federação, enquanto outros cargos poderão ser designados pelo premiê em conjunto com a Duma de Estado.

Já os membros do Conselho da Federação serão chamados de senadores, sendo dois de cada região, mais outros 30 senadores federais. Destes, até sete poderão ter o cargo vitalício por mérito, assim como também os ex-presidentes.

De igual forma os procuradores do país também serão designados pelo presidente, enquanto os altos cargos da Justiça russa poderão ter sua demissão iniciada pelo mesmo.

Contudo, a decisão final caberá aos senadores do país.

Ligação com a história

Os valores como a memória dos antepassados, que passaram ideais e a fé em Deus, também serão escritas, assim como a ligação do país com sua história milenar.

O povo russo será considerado a nação formadora de um Estado posto em uma união multinacional baseada na igualdade dos povos.

Sputinik

OUTRAS NOTÍCIAS