Belga faz cirurgia de mudança de sexo e morre por eutanásia após transtornos físicos e psicológicos

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Um belga de 44 anos morreu por eutanásia após alegar transtornos físicos e psicológicos “insuportáveis”. Nathan Verhelst faleceu em um hospital de Bruxelas depois de realizar um procedimento cirúrgico para mudança de sexo nesta segunda-feira (30).

 

O homem estava na presença de amigos, depois de longa batalha para conseguir a aprovação do procedimento. Segundo a France Press, Nathan nasceu menina, em uma família com três meninos. Segundo relatos, Nathan, que se chamava Nancy, foi rejeitado pelos pais, que desejavam mais um menino.

 

O belga sonhava desde a adolescência em se tornar homem, e para isso realizou três cirurgias (tratamento hormonal, remoção dos seios e mudança de sexo) entre 2009 e junho de 2012, mas não havia ficado satisfeito: os seios continuavam grandes e o pênis que foi criado “fracassou”, explicava.

 

O médico do hospital universitário VUB, Wim Distlemans, que acompanhou o procedimento, disse que Nathan morreu de forma tranquila. De acordo a imprensa da Bélgica, ele afirmou que as condições para a realização da eutanásia existiam, já que “havia claramente sofrimento físico e psicológico insuportáveis”.

 

Fonte: Redação/ Bahia Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS